Festival de Arte das APAES reunirá mais de 600 pessoas em VALINHOS


A Federação das APAES do Estado de São Paulo (FEAPAES-SP), que possui sede em Franca, junto com a APAE e Prefeitura de VALINHOS realiza entre os dias 15 e 17 de julho, o XV Festival Nossa Arte – Edição Estadual. O evento que tem como intuito incluir a pessoa com deficiência na sociedade por meio da arte, acontecerá nas dependências da Rede Século 21, em VALINHOS, e contará com a participação de 47 APAES do Estado de São Paulo.
O evento receberá mais de 600 participantes, entre artistas, professores e acompanhantes. Além das danças, peças teatrais e exposições artísticas, estarão presentes na abertura do evento marcado para o dia 15 de junho, às 19h, celebridades de notoriedade no cenário nacional, como o cantor haitiano que se destacou no programa The Voice, Guipson Pierre e banda, Paulinho Duque, o jovem da APAE de Rondônia que viralizou nas redes sociais cantando “Hear me now” do DJ Alok, e Max Gehringer, renomado palestrante que fará a abertura do evento.
Segundo a presidente da FEAPAES-SP, Cristiany de Castro, o Festival Nossa Arte é também uma oportunidade para que as pessoas com deficiência tenham acesso a arte e a cultura, e também para que sejam protagonistas e não apenas expectadoras. “Ainda hoje, a arte está muito distante das pessoas, poucos têm acesso, e no nosso país, infelizmente, quanto se trata da pessoa com deficiência é ainda pior. As pessoas com deficiência são privadas de visitar museus ou frequentar teatros, porque os órgãos ainda se preocupam muito pouco com a acessibilidade e os direitos dessas pessoas”, disse a presidente.
O presidente da APAE VALINHOS, Luís Roberto Roson destaca: “Estamos felizes em sediar aqui em VALINHOS o Festival Nossa Arte, que deverá ser um dos maiores acontecimentos de inclusão social em nossa região, queremos que o Festival na 15ª edição, seja um marco social de destaque, onde o trabalho das APAES possa ser evidenciado”.


O FESTIVAL
Tendo como objetivo principal a incentivo as práticas artísticas, recreativas e culturais, o Festival visa ainda, a troca de experiências entre os participantes, promovendo a integração e o enriquecimento da cidadania. O evento é composto pelos seguintes gêneros artísticos: artes visuais (desenho, fotografia, pintura, gravura, colagem, escultura, instalação, computação gráfica e vídeo), artes cênicas (mímica, teatro, dublagem, dramatização), dança (moderna, clássica, contemporânea, danças urbanas – hip hop, street dance -, dança de salão), artes literárias (poesias e textos), artes musicais (instrumental e vocal), dança folclórica (regional, nacional e internacional), e artesanato.
Também estão sendo programadas várias atividades recreativas para os artistas nos intervalos e uma festa temática também está sendo pensada para a ocasião. Segundo a organização, a programação da abertura ainda não está fechada, porém, a ideia é que haja apresentações artísticas para marcar o início do grande evento. Algumas apresentações da edição estadual serão classificadas para o XI Festival Nacional Nossa Arte, que será realizado de 18 a 22 de novembro, em Manaus, no Amazonas.

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad