LOUVEIRA: Água fica mais cara para bairros abastecidos com caminhão pipa

A região rural de LOUVEIRA, que compreende os bairros Monterrey, Arataba, Abadia e Cestarolli, e que não possuem rede de água e esgosto até hoje, recebe o precioso líquido por meio de caminhão pipa. Os moradores que pagavam uma taxa mínima para o abastecimento, que acontecia semanalmente ou por meio de solicitação, agora vão ter que pagar pelo quanto usam, ou seja, o serviço ficará mais caro, mesmo sendo um dever da Prefeitura levar água onde não possui rede encanada para o abastecimento de água potável.
Desde o começo do ano, segundo a Prefeitura de LOUVEIRA, tem sido feito um cadastro de todos os moradores do local, com o objetivo de saber, detalhadamente, a capacidade de reservatório de cada um, bem como a quantidade de pessoas que moram na residência. “Tudo para garantir que cada um receba a quantidade de água necessária, melhorando o processo de abastecimento de água na região”, diz o comunicado da Adminstração Junior Finamore.
Agora os caminhões pipa são dotados de um hidrômetro semelhante aos das residências da área urbana, que realiza a leitura do volume real fornecido para cada consumidor da área rural. Ao final do período mensal será emitida uma conta de consumo de água e cada residência será cobrada individualmente pelo seu consumo de água, assim como é na área urbana da cidade. “Esta medida é uma ação necessária para que o valor pago seja justo e de igualdade com os moradores da área urbana e rural”, disse o prefeito. Entretanto, muitos moradores não gostaram do novo formato e acreditam que a Prefeitura está visando ‘lucro’ e não o serviço prestado como dever e benfeitoria. “A gente paga imposto pra ter água, luz, esgoto, asfalto e tudo mais, e a Prefeitura tem a obrigação de trazar a água onde não tem. Acho esse modo de cobrança abusivo”, contou Mário Savoia, da avenida Gualicho.
Em nota à imprensa, o Gabinete do Prefeito ressaltou que “não vai voltar atrás na cobrança, e que em breve levará água encanada ao Monterrey”.
Os moradores que ainda não realizaram o cadastro junto ao departamento de operações da Secretaria de Água e Esgoto de LOUVEIRA, precisam fazer para que o abastecimento não seja interrompido. O Departamento fica na Rua Catharina Calssavara Caldana, nº 590 – Bairro Leitão e os interessados podem comparecer até o local de segunda a sexta-feira das 8h às 15h com cartão cidadão, RG, CPF e IPTU do imóvel. Mais informações pelo (19) 3878 4987.

Autor: Beatriz Cavalli

Compartilhe esta notícia no
468 ad