LOUVEIRA: Coluna de João Batista – ‘Louveirando’

Ele está no meio de nós……

Pela porta aberta, eu entrei mais uma vez. Sempre que entro em uma igreja, sinto uma calma infinita, mesmo que o mundo lá fora esteja pegando fogo, aliás, poderemos ver e sentir isso literalmente se continuarmos com a nossa horrível empreitada de matar a natureza. Aqui em LOUVEIRA, também existem focos dessa matança, e, foi justamente olhando a beleza dessa igreja que esse pensamento me veio à cabeça, pois me lembrei do Sermão da Montanha, uma das mais lindas passagens da Bíblia que diz:

Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.”Mt. –  6:28,29.

Aqui em nossa cidade se praticam muitas religiões e eu já participei de muitas, pois em cada uma, quando bem praticada, se encontra um alento para o coração e a alma, pois todas têm um ensinamento, que se bem aproveitado, servirá para nos guiar para um dia a dia melhor. Já, em algum momento da vida, fiz críticas à algumas práticas, hoje não faço mais, pois aprendi que cada pessoa, pela justiça de Deus, está no lugar em que deveria estar, simples assim. Claro que numa roda de amigos, numa conversa informal, a gente ainda se pega falando de algum ponto que não nos agrada em alguma religião, mas se nos aprofundarmos bem, veremos que na verdade somos nós mesmos que damos motivo para esse tipo de comentário, ao pregarmos uma coisa e fazermos outra.

Falar de religião é bem difícil, por ser um assunto que contém um certo tabu, e, dentro de cada ser que pratique determinada religião, o outro, por muitas vezes está na religião errada, coisa que acredito que não exista. Hoje pratico o Espiritismo, e embora tenha nascido na Igreja Católica, também já fiz um Curso de Teologia na Igreja Assembleia de Deus, na Bairro do Vianelo, em JUNDIAI. Gostei muito e aproveito até hoje os ensinamentos ali adquiridos. Frequento ainda várias igrejas e me sinto bem em todas elas, embora vez ou outra receba alguma crítica, pela aparência que pode causar quando uma pessoa visita ou frequenta outras igrejas. Discordo totalmente disso, pois em todas, como sempre digo, existem pessoas, irmãos nossos com uma vivência que pode servir de exemplo para nós. Vide aquelas senhoras presentes em todas as igrejas, cuja fé ultrapassa qualquer religião, por ser uma fé viva emanada em cada prece, de cada lábio e de cada coração.

Em LOUVEIRA, a maioria das igrejas ficam com as portas fechadas durante grande parte do tempo e, é por isso que eu sempre fotografo esta da imagem, a Igreja de São Sebastião, que está sempre aberta, localizada no centro de LOUVEIRA. Confesso que sinto falta de mais igrejas abertas e embora entenda os motivos delas permanecerem fechadas, acredito que se ficassem abertas, muito mais pessoas poderiam apreciar o esplendor de cada uma, falo de todas as religiões. De qualquer forma, aconselho as pessoas a frequentarem alguma igreja, pois acredito que até os ateus se sentiriam bem naquele espaço de luz. Por fim, posso afirmar por experiência própria, que Ele está no meio de nós. Coração ao alto!

Trilha Sonora / A Voz do Senhor / Alda Célia

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad