LOUVEIRA: Em Audiência, comandante da PM garante que a segurança está estabilizada

O comandante do Pelotão da Polícia Militar (PM) de LOUVEIRA, 1º Sargento Mendonça, durante a realização da 3ª Audiência Pública da PM no ano de 2018, realizada no Salão de Eventos da Igreja do Capivari, na quinta-feira (5), confirmou para a reportagem da FOLHA NOTÍCIAS, que os índices de criminalidade no município estão estáveis, muito em função do uso correto de ferramentas disponíveis que acompanham as ocorrências e definam o deslocamento de patrulhas para combater a criminalidade e assim aumentar a sensação de segurança da população.
“Outro fator de estabilidade é a integração entre as Forças Policiais que atuam cada uma dentro de sua atribuição específica de ação, realizando uma comunicação constante e efetiva. Quanto às cidades vizinhas, a Polícia Militar (PM) de São Paulo tem o COMPOM (Centro de Operações da PM) que controla as ocorrências nos municípios vizinhos, e assim, pelo sistema conjunto de monitoramento, tem ajudado à evitar crimes. Portanto, o sistema de comunicação eficiente é a base do sucesso na segurança de LOUVEIRA”, garante o comandante Mendonça.
O comandante Mendonça explica que pelo COPON On Line, o policial militar tem condição de visualizar um veículo produto de furto ou de roubo e então é dado o alerta, e em cima disso as viaturas são informadas e postas em ação. “Mas a população não tem ainda uma cultura preventiva. Espera o crime acontecer para buscar soluções. Como a segurança em LOUVEIRA está estabilizada, as pessoas não procura a Polícia para receber informações que podem evitar a ocorrência criminosa, ou ainda, fazer denúncia de indivíduos estranhos em sua rua, ou veículos suspeitos rodando pela comunidade. É preciso denunciar sim para a Polícia. É necessário alertar as Forças Policiais sobre algo diferente no bairro em que reside, e que pode afetar a segurança de todos. E além disso, é muito importante salientar sobre a importância de se fazer o registro do Boletim de Ocorrência (B.O) quando houver algum crime, nem se for pequeno, ou um simples furto de objeto ou celular. Tem que registrar o (B.O) para que a Polícia faça o estudo do local onde aconteceu o furto ou roubo. As pessoas precisam se aproximar mais das Forças Policiais, o que pode esclarecer muitas dúvidas e assim ajudar para que determinados crimes possam ocorrer. Gostaria de reiterar o alerta à população para que registrem o B.O, porque crime sem B.O, não vai existir para a Polícia. O registro pode ser feito pelo site da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, através do fone 190, 181 (Disque Denúncia), 193 (Corpo de Bombeiros) e o Disque PM 0800-0555-190″, explicou o comandante 1º Sargento Mendonça.

 

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad