LOUVEIRA: Espuma aparece em córrego próximo à P&G

O córrego Sapezal, que passa por LOUVEIRA, seguindo pelos Bairros Leitão, Estiva e Capivari, tem apresentado na superfície da água uma espuma branca, e em outras de cor marrom, desde o trecho próximo à empresa P&G (Procter&Gamble) até a ponte da Rua Atílio Biscuola, em LOUVEIRA. Leitores enviaram imagens, e vídeo, à Redação da FOLHA, desde a segunda-feira (6), e  ontem, quarta-feira (8). Nestes três dias, a espuma não havia dissipado totalmente. Uma das imagens mostra também um ‘Tanque de Ratardo’, uma espécie de Tanque de Contenção de Águas da Chuva, que ostenta uma placa com o telefone da empresa P&G, e que estranhamente apresentou a mesma formação química. A equipe da FOLHA foi até o local e presenciou que ainda haviam elementos que borbulhavam na parte próxima à P&G, mas de difícil captura por câmeras. Já a foto do tanque, supostamente da empresa multinacional, que fabrica produtos de higiene, é notado que quando há chuva por período prolongado, forma-se a espuma. A FOLHA NOTÍCIAS tentou contato com a empresa P&G, pelo telefone (19) 3878 8000, mas o ramal do responsável pela área técnica não atendeu durante as vezes que a reportagem ligou. Já a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), órgão estadual responsável pelo controle, fiscalização, monitoramento e licenciamento de atividades geradoras de poluição, afirmou que vai averiguar o fato e notificar as empresas próximas ao córrego. A Secretaria de Gestão Ambiental da Prefeitura de LOUVEIRA não havia respondido os questionamentos da FOLHA até o fechamento desta reportagem/denúncia. Entretanto, a FOLHA espera que a P&G possa esclarecer sobre o aparecimento da ‘misteriosa espuma’, assim como a Prefeitura também explique o procedimento de fiscalização nas empresas próximas aos rios do município.

Espuma apareceu em diversos trechos do rio

Tanque com telefone da P&G vaza espuma no período de chuvas

Autor: Julliano Gasparini

Compartilhe esta notícia no
468 ad