LOUVEIRA: Investigação das creches apontam superfaturamento e prefeito pode ser afastado

Indícios de superfaturamento e direcionamento no processo licitatório, com vícios insanáveis. Foi assim que o relator da Comissão Especial de Inquérito, a ‘CEI das Creches de LOUVEIRA‘, vereador Leandro Lourençon (PSDB), concluiu seu relatório apresentado na última reunião, na tarde desta segunda-feira, 12, pedindo o afastamento do prefeito Nicolau Finamore Júnior (PTB). O documento foi aprovado pelos integrantes da Comissão com quatro votos favoráveis: do presidente da CEI, Rodrigão (PSD); do vice-presidente, Nildo do Redenção (PPS); do relator Leandro e do membro Tico da Colina (PRB). O único voto contrário foi do vereador Caetano (PTB).

A CEI das Creches foi criada para analisar possíveis irregularidades na terceirização de quatro creches municipais e procurar um grande esquema de corrupção no governo Junior Finamore. Desde julho do ano passado, realizou 18 reuniões e ouviu 11 pessoas funcionárias das empresas terceirizadas. Na última sessão ordinária, a maioria dos vereadores não autorizou a prorrogação dos trabalhos, que terminou hoje dia 12 de março. O vereador Leandro Lourençon afirmou que seu relatório está embasado na análise apresentada pelo perito David Luiz Pereira Berlandi, contratado pela Câmara de LOUVEIRA para auxiliar os trabalhos dos vereadores. “Se o grupo do prefeito não tivesse matado o tempo de investigações, aprovando o arquivamento, poderíamos ter encontrado muito mais irregularidades”, afirmou  Lourençon.

Na reunião desta segunda-feira, o perito apresentou três pareceres sobre os três processos licitatórios que a Prefeitura realizou e que terminaram com a contratação das empresas Renovar e Criar para cuidar das creches Altos da Colina, Santo Antonio, Mundo da Alegria e Vera Cruz. Durante a leitura do trabalho, que contou com aproximadamente 100 páginas, o perito Davi afirmou que há vícios de legalidade insanáveis nos pregões 41/2015, 187/2016 e 188/2016, com prejuízos ao erário.

Os pareceres do perito farão parte do relatório final. Segundo o relator Leandro Lourençon, diante dos indícios de irregularidades, a conclusão dos trabalhos da CEI deve ser encaminhada ao Ministério Público, ao Ministério Público Federal e ao Tribunal de Contas. O relator solicitou, ainda, abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com o imediato afastamento do prefeito Nicolau Finamore Júnior do cargo, num verdadeiro processo de cassação pela Câmara.

Autor: Julliano Gasparini

Compartilhe esta notícia no
468 ad