LOUVEIRA: Jovens louveirenses vivem o sonho de brilhar nas passarelas como ‘miss’

Joany tem 12 anos e também quer ser pediatra

As adolescentes de LOUVEIRA Sabrina Teles Julio, de 10 anos, Sophia Gomiero e Joany Teles dos Santos, de 12, esperam com ansiedade a semifinal regional do Miss São Paulo Infantil Teen, primeira edição do concurso estadual de beleza e revelação de talentos que sonham em brilhar nas passarelas e estúdios de fotografia. O evento acontece no dia 28 de abril no hotel Grená, em São Paulo, onde também serão escolhidas a rainha, primeira e segunda princesas da cidade. Sabrina, que é prima de Joany, está inscrita na categoria Infantil, enquanto as outras duas são da categoria Pré Teen.

Izabelly Pires

Ao todo, sete louveirenses se classificaram para esta semifinal. Também buscam vaga na final estadual, prevista para outubro de 2020, Isamara Piantoni, Izabelly Pires Barbosa (Mirim), Júlia Rodrigues (Infantil) e Maria Heloisa dos Santos (Teen). O Miss São Paulo Infantil Teen reúne meninas entre 4 e 16 anos, de todas as regiões do estado de São Paulo, e é filiado às duas maiores competições do universo infanto-juvenil brasileiro – Miss Teen Brasil e Miss Teen Brasil Infantil. Na final do ano que vem, estarão adolescentes ligadas às maiores agências de modelos e atores do país. As candidatas serão avaliadas em testes de canto, interpretação e entrevistas, a fim de serem encaminhadas para o mercado de trabalho da moda, publicidade e música.

Rita Maria Maciel Teles, mãe de Joany, disse em entrevista para o jornal FOLHA NOTÍCIAS, que as candidatas desfilarão de maiô e de calça jeans e camiseta do evento. “Pelo que sei, as meninas serão avaliadas pela performance na passarela e interpretação de texto. Estou muito feliz por ver minha filha neste concurso. A Joany tem muito potencial como modelo, mais do que como miss”, destacou. Rita não esconde a ansiedade de ver a filha participar do evento do dia 28 e tentar vaga na final. “Será um dia de fantasia para as garotas, o dia delas, que estão curtindo tudo que vem ocorrendo. É tudo novo para estas jovens”.

Joany declarou que está muito feliz com a chance de participar do concurso. “Espero passar para a outra etapa. Gosto tanto de ser fotografada quanto desfilar. Se puder escolher, optarei pela fotografia”, emendou a jovem de 12 anos, que imagina para sua vida seguir carreira como modelo e estudar Medicina. “Acho que serei pediatra”.

Além de miss, Sabrina, de 10 anos, sonha em ser cantora ou atriz de teatro

EXPERIÊNCIA DE VIDA

Tão nervosa quanto a filha Sabrina está Celina Maciel Teles, irmã de Rita. Celina conta que cuida da carreira da garota desde que Sabrina tinha quatro anos. “Quando ela tinha de sete para oito anos, manifestou vontade de deixar de ser modelo para focar no basquete. Em 2018, voltou a se interessar por desfiles e fotos”, lembrou. “Como mãe de miss, estou bem nervosa, mas sou realista. Falo para a Sabrina que o ‘não’ ela já tem e que deve tentar fazer o que gosta. Se como modelo ela não vingar, terá mais uma experiência de vida”, brincou Celina.

A garota de 10 anos admite a ansiedade com a semifinal do Miss São Paulo Infantil Teen. “Gosto mais de desfilar do que tirar fotos. Quando participei da eliminatória anterior do concurso, era a única garota negra e isso pode me ajudar nesta semifinal”. Sabrina também estuda teatro e canta. Cantar, aliás, é hereditário para ela, pois o pai é músico e a mãe também gosta do ofício. “Vou deixar minha filha escolher o que quer fazer. Hoje ela sonha ser modelo”, completou Celina.

Camila Cristina Gomiero é mãe de Sophia, que tem 12 anos, é amiga de Joany e também se diz ansiosa com o concurso deste mês na Capital. “Prefiro tirar fotos do que desfilar e, no dia 28, a disputa será mais difícil. Na etapa anterior, havia muitas meninas bonitas. Sempre sonhei em seguir carreira como modelo e espero me destacar na semifinal”, destacou Sophia. Sua mãe revelou que o coração da responsável pela menor já está batendo mais forte. “Converso bastante com a Sophia e ela já entendeu que sua carreira de modelo pode não dar certo. Este tipo de trabalho não é fácil. Minha filha está com os pés no chão, mas tem que acreditar que pode ser modelo. A Sophia ficou mais sociável depois que começou este trabalho e, se depender da torcida minha e dos avós, vai se dar bem”, finalizou Camila.

(Paulo Ferro – repórter especial para a FOLHA NOTÍCIAS)

Sophia, com 12 anos, está determinada em ser ´miss’ e seguir a carreira de modelo

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad