Prefeitura de VINHEDO desenvolve ações especiais dentro do projeto ‘Quero Vida’

Durante o mês de março, a Prefeitura de VINHEDO, por meio da Secretaria de Assistência Social, desenvolveu atividades especiais no projeto ‘Quero Vida’. Foram realizadas com os idosos, em especial as mulheres, oficinas sobre o papel da mulher na sociedade, uma reflexão a partir da história de vida de cada idosa sobre questões de gênero, fazendo um comparativo entre as gerações passadas e a atual. “O Quero Vida é um dos projetos que eu me orgulho bastante de desenvolver na nossa cidade, cuidar de quem cuidou da gente, seja mãe, avó, tio ou tia é uma questão de honra, eles merecem proteção, carinho e, nós garantimos isso aqui em VINHEDO”, destacou o prefeito Jaime Cruz.

O Serviço de Proteção Social Especial a Idosos e suas Famílias Centro Dia “Quero Vida” é uma iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social, e tem como objetivo atender pessoas idosas com 60 anos ou mais, que estejam em situação de risco pessoal, social e de saúde ou que se encontrem expostas a riscos sociais e violações de direitos dos idosos. Como encerramento das comemorações ao Dia da Mulher, foi realizado um Desfile das idosas, com apoio de voluntárias cabeleireira e maquiadora, que produziram as lindas modelos que desfilaram aos presentes. Durante o desfile, elas deixaram uma mensagem a todas as mulheres. No último dia 22 de março, numa parceria com o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Afeto, os idosos receberam a visita de 26 crianças que frequentam a entidade e, novamente, no dia 27 de março, 30 crianças puderam compartilhar experiências com os atendidos no Quero Vida. Durante todo o ano, além das diversas atividades socioeducativas cotidianas de socialização com os idosos, são realizados encontros intergeracionais que objetivam o fortalecimento dos vínculos familiares e sociais, os incentivando ao convívio com as diversas gerações. “Um evento como este atua diretamente na recuperação dos nossos idosos, que por vezes chegam até nós físico e emocionalmente debilitados. Estas trocas de saberes, onde diferentes gerações podem compartilhar suas vivências e histórias de vida, nos mostram que nunca é tarde para aprender, nem cedo demais para ensinar”, salientou a secretária de Assistência Social Claudinéia Vendemiatti Serafim, que acompanhou as atividades realizadas.

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad