VALINHOS: Clube Rigesa fecha as portas

Após 71 anos de história, a Associação Desportiva Classista Rigesa encerrou suas atividades. Os motivos alegados pela empresa MWV Rigesa são que o clube já operava no vermelho há pelo menos cinco anos, e que os gastos para adequação e manutenção do local eram muito altos devido ao baixo número de sócios pagantes. A decisão foi tomada sem nenhum comunicado oficial por parte da empresa. Porém, durante o turno de trabalho, os funcionários receberam um comunicado. “A decisão final da empresa, conforme previsto no Estatuto Social da Associação foi extremamente difícil, mas necessária. A condição financeira insuperável da ADCR devido a diminuição expressiva de associados pagantes, aliada aos custos envolvidos para a adequação, manutenção e melhorias de sua estrutura já se estendia há mais de cinco anos. A MWV Rigesa tem sistematicamente desembolsado além do valor fixo previsto para cobrir o saldo mensal negativo”, dizia o texto. Em substituição ao clube, a empresa oferecerá aos interessados 60% de subsídio com a academia Kalaf Fitness e 100% de subsídio para o uso da Olé Brasil Futebol Society. Vale lembrar que em janeiro foi feita uma assembleia no clube que decidiu pelo não fechamento do local. O sindicado da classe argumentou que a decisão passa por cima da votação acordada em janeiro e, portanto, acionará o setor jurídico para tomar providências.

Empresa alega crise financeira e falta de pagantes

Empresa alega crise financeira e falta de pagantes

 

Autor: Admin

Compartilhe esta notícia no
468 ad