VALINHOS: Presidente Dalva Berto anuncia mudanças para ampliar participação popular na Câmara

 

A nova presidente da Câmara de VALINHOS, vereadora Dalva Berto (MDB), recebeu jornalistas na Sala de Reuniões da Presidência, para anunciar medidas com o objetivo de ampliar a participação popular na Casa de Leis. Na entrevista coletiva, ela informou que haverá mudanças no Regimento Interno da Casa de Leis, reestruturação administrativa e a implantação de mecanismos para tornar mais eficiente a comunicação entre os Poderes Executivo, Legislativo e população.

A presidente destacou que formará uma comissão com vereadores e servidores para a realização de um estudo para revisão do Regimento Interno, visando dinamizar as sessões e sintonizá-la com as novas tecnologias, redes sociais e com a nova forma de comunicação entre as pessoas. Nesta semana, segundo ela, já será apresentada ao plenário uma proposta intermediária como uma ação de transição. A expectativa é que o trabalho completo fique pronto ainda no primeiro semestre. “As pessoas desejam que a Câmara seja mais dinâmica, e para isso, a atualização do Regimento Interno fará com que os parlamentares tenham mais oportunidade de debaterem os assuntos”, afirmou.

Na entrevista, Dalva também defendeu o resgate da credibilidade do Poder Legislativo. “A gente precisa mostrar aquilo que a Câmara tem produzido (…) A Câmara não executa, mas promove, é a Casa do Povo, o lugar de debates, o lugar de ideias, de sugestões, da formação das leis, dos projetos”, destacou a presidente, lembrando que iniciou uma série de reuniões com secretários municipais para que eles falem sobre as ações de suas Pastas m sessão aberta na Câmara. Essa iniciativa, segundo ela, dará respostas rápidas à população e auxiliará os vereadores.

Ao ser questionada sobre o Plano Diretor do Município, que deve ser encaminhado à Câmara em breve, Dalva Berto voltou a enfatizar que toda a tramitação será feita com o máximo de participação popular possível. “Dentro do que a lei permitir, vou proporcionar tudo: é a Câmara de portas abertas. Terão audiências, reunião, tudo de uma forma muito clara”.

Veja abaixo o posicionamento da presidente Dalva Berto sobre os principais pontos tratados na entrevista:

1º) Mulher na Política: O fato de ser a única mulher a estar à frente do Legislativo entre as 20 cidades que compõem a RMC é um parâmetro de reflexão sobre qual é, de fato, o papel da mulher na política e como isto tem sido motivado e trabalhado. Há preconceito? Há pouca adesão? Temos inúmeros exemplos de empreendedoras de sucesso que tem muito a colaborar na gestão pública, gestão esta que deve ter uma nova roupagem, moderna, com inovação, agilidade, uso das novas mídias, proximidade com a população e discussão de temas de interesse coletivo, enfim, tempos novos, tempos de todos.

2º) Credibilidade da Câmara Municipal: o que passamos no país reflete em cada cidade deste Brasil. E VALINHOS não é diferente. Mas cabe a nós, que trabalhamos como gestores públicos, mostrar através de ações, e não discursos, a importância do Legislativo. Aqui temos 17 vereadores que representam os 127 mil cidadãos valinhenses. Aqui a representatividade é até superior ao Executivo porque, neste espaço, todos os cidadãos valinhenses, independentemente da sigla partidária, tem em seus vereadores as representações de trabalho. E somos cobrados por isso. E devemos dar respostas, rápidas, com espaços para debates, projetos de envergadura de desenvolvimento, fiscalizar e projetar caminhos para a construção de um novo tempo para Valinhos.

3º) Inovação no Regimento Interno: O Regimento Interno precisa ser atualizado. Deve estar em sintonia com a nova forma de comunicação entre as pessoas, as novas tecnologias, as redes sociais, enfim, com a evolução natural que se estabelece na sociedade. O que hoje existe, e deve ser respeitado, foi projetado para aquele momento do passado, mas não cabe mais. Deve ser um regimento que permita espaço de debates, de apresentação de propostas, valorizando o trabalho do vereador, das suas prerrogativas de fiscalizar, requerer, indicar, projetar, enfim, trabalhar por Valinhos.

4º) Prestação de Contas do Executivo: Já criamos um calendário, que apresentamos ontem, que será seguido para a apresentação das ações do Executivo aqui na Câmara Municipal, com a presença dos secretários, que são agentes políticos, e técnicos das pastas, para tirar dúvidas, prestar contas do que tem sido feito com os recursos públicos, enfim, transparência e diálogo. É um dever do gestor público prestar contas e criamos este canal com esta finalidade; é mensal, periódico, e com o propósito único de contribuir com a população para participar e opinar sobre as ações que vem sendo executadas em Valinhos.

5º) Reestruturação Administrativa: vamos caminhar uma proposta que tenha, de um lado, a obediência aos preceitos legais e constitucionais e, do outro, sintonia com o que defendemos na gestão pública: rapidez, inovação, corte de privilégios, austeridade e valorização do trabalho do vereador e da vereadora. É aqui em VALINHOS, para os valinhenses, que lutamos para mudar nossa cidade, nosso Estado e nosso Brasil. Sou defensora do município sim, porque é aqui que o cidadão vive e trabalha.

6º) Comunicação Pública: Vamos ampliar as ações internas de comunicação e maximizar o uso da TV Câmara e ações nas redes sociais. Vamos investir na tecnologia como aliada, e em aplicativos e outras ações que permitam acompanhar e discutir ações em prol de VALINHOS.

SOBRE DALVA E SEUS PROJETOS

A vereadora Dalva Berto (MDB) foi eleita a presidente da Câmara de VALINHOS com 14 votos para o biênio (2019/2020) da 16ª Legislatura. Ela ocupa o cargo pela segunda vez (ocupou no biênio 2009/2010) em sua trajetória como vereadora. Dalva Berto está em seu 4º mandato como vereadora, tendo sido eleita com 1.006 votos e também é a líder de Governo.
No primeiro mandato (2001/2004) assumiu como suplente em exercício, e nos dois seguintes (2005/2008 e 2009/2012) foi a única mulher eleita, sendo também a primeira mulher a chegar à presidência da Câmara (2009/2010). Em 2012, ainda como vereadora, Dalva Berto aceitou o desafio de se candidatar ao cargo de vice-prefeita, na chapa do então PMDB.
Nascida em Campinas e casada com Neivaldo Berto há 36 anos, Dalva Berto escolheu VALINHOS em 1980 para viver e formar a sua família, composta hoje de três filhos, quatro netos, genro e duas noras. Além de esposa, é mãe e avó, e também trabalha na administração da empresa da família.
A composição da Mesa Diretora eleita para comandar a Casa de Leis ficou assim definida: Presidente: Dalva Berto (MDB), 1º Vice-presidente: Edson Secafim (Progressitas), 2º Vice-presidente: Toloi (Dem), 1º Secretário: Israel Scupenaro (MDB), 2º Secretário: César Rocha (Rede), 3º Secretário: André Amaral (PSDB), 4º Secretário: Mayr (PV).
Em entrevista concedida ao jornal FOLHA NOTÍCIAS, organizada pelo novo Diretor de Comunicação da Câmara, o jornalista Eduardo Gurian, Dalva conta um pouco mais de seus projetos para modernizar o Legislativo valinhense.

FOLHA NOTÍCIAS (FN): Vereadora Dalva Berto, agora pela segunda vez na presidência da Câmara de VALINHOS, qual o diferencial que pretende imprimir em sua nova gestão?

Dalva Berto (DB): O fato de ser a única mulher a estar à frente do Legislativo entre as 20 cidades que compõem a Região Metropolitana de Campinas (RMC) é um parâmetro de reflexão sobre qual é, de fato, o papel da mulher na política e como isto tem sido motivado e trabalhado. Há preconceito? Há pouca adesão? Temos inúmeros exemplos de empreendedoras de sucesso que tem muito a colaborar na gestão pública, gestão esta que deve ter uma nova roupagem, moderna, com inovação, agilidade, uso das novas mídias, proximidade com a população e temas de interesse coletivo, enfim, tempos novos, tempos de todos.

FN: A política no Brasil passa por um período de baixa credibilidade, isso pode afetar os seus planos de gestão na Câmara Municipal de VALINHOS?

DB: Naturalmente, o que passamos no país reflete em cada cidade deste Brasil. E VALINHOS não é diferente. Mas, cabe a nós, que trabalhamos como gestores públicos, mostrar através de ações, e não de discursos, a importância do Legislativo. Aqui temos 17 vereadores que representam os 127 mil cidadãos valinhenses. Aqui a representatividade é até superior ao Executivo porque, neste espaço, todos os cidadãos valinhenses, independente da sigla partidária, têm em seus vereadores as representações de trabalho. E somos cobrados por isso. Então devemos dar respostas, rápidas, com espaços para debates, projetos de envergadura de desenvolvimento, fiscalizar e projetar caminhos para a construção de um novo tempo para VALINHOS.

FN: Com relação ao regimento interno da Câmara, como sua gestão entende que precisa ser modificado?

DB: O regime interno precisa ser atualizado. Deve estar em sintonia com a nova forma de comunicação entre as pessoas, as novas tecnologias, as redes sociais, enfim, com a evolução natural que se estabelece na sociedade. O que hoje existe, e deve ser respeitado, foi projetado para aquele momento do passado, mas não cabe. Hoje, devemos ter um regime que permita espaço de debates, de apresentação de propostas, valorizando o trabalho do vereador, das suas prerrogativas de fiscalizar, requerer, indicar, projetar, enfim, trabalhar por VALINHOS. Já na próxima sessão, vamos apresentar ao plenário uma proposta intermediária que já poderia ser aceita pelos vereadores como uma ação de transição, até formatarmos o novo regimento pela comissão que vamos nomear, o qual será finalizado até o encerramento do 1º semestre deste ano.

FN: Lidar com recursos públicos tem dado muita dor de cabeça aos gestores. Como pretende lidar com essa realidade?

DB: Já criamos um calendário, que apresentamos na quarta-feira, (6), que será seguido para a apresentação das ações do Executivo aqui na Câmara Municipal, com a presença dos secretários, que são agentes políticos, e técnicos das pastas, para tirar dúvidas, prestar contas do que tem sido feito com os recursos públicos, enfim, transparência e diálogo. É um dever do gestor público prestar contas, e criamos este canal com esta finalidade; é mensal, periódico, e com o propósito único de contribuir com a população para participar e opinar sobre as ações que vem sendo executadas em VALINHOS.

FN: Pretende fazer alguma mudança na estrutura administrativa da Câmara?

DB: Vamos encaminhar uma proposta que tenha, de um lado, a obediência aos preceitos legais e constitucionais e, do outro, sintonia com o que defendemos na gestão pública: rapidez, inovação, corte de privilégios, austeridade e valorização do trabalho do vereador e da vereadora. É aqui em VALINHOS, para os valinhenses, que lutamos para mudar nossa cidade, nosso estado e nosso Brasil. Sou defensora do município sim, porque é aqui que o cidadão vive e trabalha.

FN: Como a presidente vê o uso da Tecnologia de Informação (TI) na Câmara atual?

DB: Vamos ampliar as ações internas de comunicação e maximizar o uso da TV Câmara e ações nas redes sociais. Vamos investir na Tecnologia como aliada, aplicativos e outras ações que permitam acompanhar e discutir ações em prol de VALINHOS.

 

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad