VINHEDO: Adélio Sarro abre exposição no Centro Cultural Fiesp

Nome recorrente no exterior, o agora artista vinhedense Adelio Sarro traz 53 obras inéditas no Brasil para a exposição ‘Sarro: O Brasileiro Global’. A mostra estreia no Espaço de Exposições do Centro Cultural Fiesp dia 5 de dezembroe fica em cartaz até13 de janeiro de 2019, com entrada gratuita.

Dentre as 48 pinturas e cinco esculturas escolhidas pelo curador Eduardo Zompero Dias,o público ainda vai poder conferir oito obras do Projeto Arte Acesso, fruto da preocupação recorrente de Sarro com a acessibilidade. Nelas, os visitantes com deficiência visual podem captar as figuras e texturas por meio de legendadas em braile e também do toque.“Sempre penso na possibilidade de fazer um trabalho que atinja o maior número de pessoas. Fiz obras para uma classe que frequenta museus e galerias, fiz esculturas monumentais para praças públicas, e depois senti necessidade de produzir para o público que não tem acesso às artes, o deficiente visual”, comenta Sarro.

Além das texturas, a sobreposição de cores, a luminosidade e a transparência também têm papel de destaque nos traços de cada personagem, marcados pelos pés e mãos grandes e pelo olhar expressivo. A temática do cotidiano do campo, da pobreza e do desmatamento permeiam todas as fases da carreira do artista, cujo trabalho é fortemente inspirado por Cândido Portinari, Di Cavalcanti e Mário Gruber.

Filho de agricultores e autodidata, o artista de 68 anos começou a desenhar ainda criança, trabalhando com suportes diferentes, como madeira, mármore, metal e papel. Segundo o curador, “a mostra apresenta uma linha do tempo e sua trajetória como artista, com criações de vários períodos, que se misturam a sua própria história de vida”.

O nome da exposição ‘Sarro: O Brasileiro Global’ é inspirado no título dado ao artista pelo crítico parisiense André Parinaud, em 2001, pela projeção internacional que sua obra ganhou ao longo dos anos.

Suas obras podem ser vistas na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra; no Museu Imperial do Japão; no ChangjiangMuseum, na China; no Santuário Nacional de Aparecida (Brasil) e diversos outros espaços no Brasil e no exterior. Esculturas monumentais em concreto também podem ser vistas em diversas cidades brasileiras, dentre elas São Caetano do Sul, Embu, Brodowski, Andradina, Jardinópolis e Santa Fé do Sul. Em outubro deste ano, Sarro fundou o Memorial de Arte Adelio Sarro (MAAS), na Rua Ursa Maior, 210, no Bairro Mirante das Estrelas, em VINHEDO.

 

SERVIÇO:

Exposição Sarro: O Brasileiro Global

Temporada: Até 13 de janeiro de 2019

Horários: terça a sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 10h às 20h

Local: Espaço de Exposições do Centro Cultural Fiesp

Endereço: Avenida Paulista, 1313 – em frente à estação Trianon-Masp do Metrô

Dúvidas e agendamentos de grupos: (11) 3146-7439

Grátis. Mais informações em www.centroculturalfiesp.com.br

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad