VINHEDO: Prefeitura inicia programa de atendimento médico nas casas dos vinhedenses

A Prefeitura de VINHEDO iniciou oficialmente os trabalhos do Programa Estratégia Saúde da Família (ESF), popularmente conhecido como Médico da Família, ação desenvolvida por meio da Secretaria de Saúde, que proporciona atendimento aos vinhedenses em suas casas. Nesta semana, o prefeito Jaime Cruz esteve na residência da primeira família atendida, no Parque Santa Rosa, região da Capela. “O objetivo com esse programa que trouxemos para VINHEDO é realmente revolucionar o atendimento na área de Saúde na cidade, com foco na prevenção. Os moradores recebem orientação e até mesmo a visita de médicos dentro de casa, antecipando situações que, mais tarde, poderiam se agravar. Isso é investir no ser humano. Esse trabalho começa com 4 mil pessoas atendidas, mas pretendemos ampliar para toda a cidade”, destacou o prefeito Jaime Cruz. O secretário de Saúde, Flávio Moreira, também esteve presente.

A visita foi realizada na casa de Anadi Pinto dos Santos, de 64 anos, que mora com a filha, o genro e um neto. Ela tem dificuldade de locomoção por conta da poliomielite. Durante a visita, a equipe conferiu a glicemia e a pressão, e orientou quanto a medicamentos e ainda sobre o atendimento de rotina que ela necessita. “Estou há pouco tempo em VINHEDO e está sendo tudo ótimo. Nunca tinha sido atendida em casa, dessa forma, com essa atenção. Onde eu morava era uma demora muito grande para passar no médico e agora, aqui, uma médica e os enfermeiros dentro da minha casa. Fiquei muito feliz”, destacou a moradora.

COMO FUNCIONA

O Programa Estratégia Saúde da Família (Médico nas Casas) tem como base a UBS Dr. José Osmar Meirelles dos Santos, maior Unidade Básica de Saúde de VINHEDO, inaugurada pelo prefeito Jaime Cruz no último dia 12, na Vila Garcez. Essa UBS tem capacidade de atender 16 mil pessoas, sendo 4 mil pelo ESF, que desde novembro estão sendo cadastradas por agentes comunitários.

Essa primeira equipe do ESF é composta por 1 médico, 1 enfermeiro, 1 técnico de enfermagem e 6 agentes comunitários. São esses agentes que, desde novembro, estão fazendo o cadastramento das famílias residentes nas proximidades da UBS Dr. Meirelles, dentro de uma área delimitada. Por meio dessas visitas, os profissionais identificam a necessidade ou não de determinada residência receber a visita de toda a equipe. Em alguns casos, a orientação é para que esses moradores recebam atendimento na própria UBS, onde a mesma equipe dá suporte.

Durante as visitas, a equipe do Estratégia Saúde da Família tem condições de verificar diversos aspectos dos moradores, incluindo questões alimentares, de higiene, bem como a necessidade de acompanhamento mais específico, por exemplo, com médicos especialistas. O planejamento prevê, em breve, também o atendimento odontológico a essas pessoas. “Diferente do PAMDa, que é um programa especial voltado para pacientes acamados, de difícil transporte até uma UBS, ou mesmo pacientes graves, que precisam de cuidados paliativos, o ESF busca a expansão, qualificação e consolidação da atenção básica, atendendo toda a família, de modo a ampliar a resolutividade e impacto na situação de saúde das pessoas e coletividades, além de propiciar uma importante relação custo-efetividade”, completou o secretário de Saúde, Flávio Moreira.

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad