VINHEDO: Secretaria de Transportes abre debate sobre a ampliação da Zona Azul

Na semana passada, no auditório da Câmara de VINHEDO, a secretaria Municipal de Transportes e Defesa Social deu início às consultas públicas que o titular da pasta, Júnior Vendemiatti, pretende realizar com a população de VINHEDO com o objetivo de debater e definir o projeto de ampliação da cobrança de Zona Azul, e cuja renda é destinada em seu total para a Santa Casa de VINHEDO. Estiveram presentes os vereadores Rui Macaxeira (PSB), Márcio Melle (PNN) e Edu Gelmi (PMDB).
Segundo o secretário Júnior Vendemiatti, foi a própria Santa Casa que sugeriu a ampliação da Zona Azul, principalmente no entorno do hospital, haja vista a impossibilidade de se encontrar vagas para estacionamento, principalmente durante o horário diurno. “É quase impossível encontrar uma vaga para alguém estacionar próximo do hospital, porque muita gente chega pela manhã, estaciona o seu carro, e só volta no final da tarde. Enquanto quem precisa de uma vaga para levar um doente ao pronto socorro fica impossibilitado de chegar. O mesmo acontece na região do Portal, onde as pessoas deixam os carros estacionados, vão trabalhar em outras cidades, e quem busca o comércio local não encontra vagas para estacionar. Nesses lugares o estacionamento precisa ser rotativo”, explica o secretário Júnior Vendemiatti.

ZONA AZUL ELETRÔNICA
Para o secretário, o mesmo acontece nos chamados ‘bolsões’ de estacionamento, espalhados em várias regiões da cidade, onde as pessoas estacionam, mas não se relacionam com o comércio local que fica sem vagas para os clientes estacionarem. “Esses locais estão no Centro, Nova VINHEDO, Portal, Santa Casa, principalmente. Estamos estudando as mudanças, temos um projeto em construção, o qual queremos debater com a sociedade para fazermos o que for melhor para todos”, explicou o secretário.
Júnior Vendemiatti  revelou que além da ampliação da Zona Azul (tempo de espera de uma hora para estacionar), e possivelmente da Zona Verde (tempo de espera de duas horas), pretende acabar com o uso do papel, do cartão tradicionalmente usado para marcar o tempo e identificar o veículo. “Vamos fazer tudo eletronicamente, a pessoa digita no celular o número da placa ou a sua localização, ficando cadastrada no sistema que vai avisar através de mensagem o fim do tempo inicial para estacionar, com a pessoa optando em retirar o veículo do local ou carregar com crédito adicional um novo período na vaga que estiver ocupando. Pensamos também em estabelecer um período de tolerância de quinze ou dez minutos para a pessoa estacionar sem precisar cadastrar o veículo”.

MAU USO DAS VAGAS
Para o vereador Rui Macaxeira, o projeto do secretário Vendemiatti é muito importante e uma modernidade para o município. “Tenho ouvido muitas queixas de comerciantes que alegam o mau uso das vagas para estacionamento porque as pessoas ‘esquecem’ o carro estacionado sem dar oportunidade para que novos motoristas possam estacionar, prejudicando não só o interesse da cidadania, como do comércio local também”. Márcio Melle também comentou da necessidade da Zona Azul alcançar os ‘bolsões’ de estacionamento em áreas fora do Centro de VINHEDO pelo mesmo motivo. “As pessoas esquecem que existem outras precisando estacionar, e que ninguém é dono de vaga, já que a via é pública, portanto é um direito de todos estacionarem, e não só de uns poucos que ‘privatizam’ a vaga”, frisou. Edu Gelmi garantiu que vai votar favorável ao projeto assim que for posto em votação pela Câmara. “Muito importante expandir a Zona Azul, e esse debate em torno de como fazer essa mudança para um sistema fácil e digital. O secretário  Vendemiatti pode contar comigo”, afirmou.

PROJETO EM DISCUSSÃO
Júnior Vendemiatti finalizou a Consulta Pública assegurando que vai realizar novos debates com a população organizada, como associações comerciais e industriais, conselhos de segurança e de transporte, tudo para assegurar uma maior transparência e participação popular na construção do projeto de ampliação da Zona Azul.

Autor: Julliano Gasparini

Compartilhe esta notícia no
468 ad