Coluna ‘Com a palavra: o Leitor’ – Sabe o que a população do Monterrey ganhou de Natal da administração de Louveira?

Sabe o que a população do Monterrey ganhou de Natal da administração de Louveira? Racionamento da entrega de água! A população do Monterrey está com racionamento de água, porque a Prefeitura cortou as horas extras dos motoristas que agora param de distribuir a água as 16h30, segundo informações de funcionária da distribuição de água. E eles não tem previsão de quando receberemos a água nem a quantidade que receberemos por semana. E que a única coisa que eu posso fazer é abrir outra reclamação na ouvidoria.

Muito estranho, pois há alguns meses atrás, Louveira entrou no ranking de uma das cidades que mais arrecada dinheiro no país. Isso deixa claro a falta de respeito, falta de amor ao próximo e de capacidade administrativa. Ter água potável e saneamento é um bem básico! O que adianta eu escutar da minha casa as marteladas da construção da UBS, se a população não tem nem água potável e saneamento básico?!”lou_coluna-leitor_sem-agua_cred-reproducao

“O saneamento básico constitui um dos mais importantes meios de prevenção de doenças, dentre todas as atividades de saúde pública. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), saneamento é o controle de todos os fatores do meio físico do homem que exercem ou podem exercer efeito deletério sobre o seu bem-estar físico, mental ou social. Seu objetivo maior é a promoção da saúde do homem, pois muitas doenças podem proliferar devido à carência de medidas de saneamento.” [OMS]

“Alguns fatores predisponentes a essa proliferação das doenças, os quais podemos citar, são: ambiente poluído, inadequado destino do lixo, não disponibilidade de água de boa qualidade, e má deposição de dejetos. Como conseqüências, temos, por exemplo, mortes de crianças com menos de um ano de idade por diarréia (cerca de 30%), casos de internação em pediatria devido à falta de saneamento (60%), além de casos de esquistossomose, que no Brasil chegam a 5,5 milhões.” [FURB]

“Fiz reclamação na ouvidoria, paguei aproximadamente R$18,00 para protocolo desta reclamação, sem contar outros pedidos de esclarecimentos e vistas de contrato dos serviços de abastecimento de água e manutenção das ruas do Monterrey. Até hoje o primeiro protocolo, com pedido de vistas do contrato de manutenção das vias, não foi atendido e nem respondido, o que viola alguns artigos da lei orgânica do município de Louveira, sem contar outras instâncias.

Feliz Natal e Feliz Ano Novo à todos nós, os palhaços deste grande circo!”

Cristiane A Yamane

468 ad