GERAL: Laboratório ‘PDT Pharma’ produzirá fosfoetanolamina

GERAL_ Alckimin PDT Pharma_cred sao carlos dia e noite

Hoje, 5, o governador Geraldo Alckmin anunciou que o laboratório ‘PDT Pharma’, de Cravinhos, será o responsável pela sintetização da substância fosfoetanolamina para testes no tratamento do câncer. O medicamento será encapsulado pelo laboratório farmacêutico oficial do governo do estado de São Paulo depois de produzido, e então será iniciada a fase de testes em pacientes. O governo investirá cerca de R$ 5 milhões na pesquisa, que precisa da aprovação final da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conerp). “A definição do laboratório é um passo muito importante. Esta é a última fase, que estabelece a segurança e a eficácia da substância. Depois, a Secretaria da Saúde vai verificar o critério mais adequado para iniciar o tratamento em até mil pacientes, de diversas patologias”, explicou Geraldo Alckmin.

Será avaliada a segurança e a possível eficácia da substância no tratamento de pacientes com câncer em estágio avançado, monitorados por uma equipe multiprofissional com larga experiência em testes clínicos. Primeiramente serão avaliados 10 pacientes para determinar a segurança da dose que vem sendo utilizada na comunidade. Após essa etapa, caso a droga não apresente efeitos colaterais graves, a pesquisa prosseguirá, incluindo mais 21 pacientes para cada um dos 10 tipos de tumor: cabeça e pescoço; pulmão; mama; cólon e reto (intestino); colo uterino; próstata; melanoma; pâncreas; estômago e fígado. Os candidatos passarão por triagem e deverão preencher os critérios de elegibilidade para determinar a segurança da droga. Se observados sinais de atividade da substância nessa fase, o estágio 2 se iniciará com mais 20 participantes em cada grupo. Caso a atividade seja relevante, a inclusão de novos pacientes continuará até atingir o total de 1.000 pessoas (100 para cada tipo de câncer). A estratégia adotada permitirá melhor compreensão da droga.

Autor: Plantonista

Compartilhe esta notícia no
468 ad