LOUVEIRA: Arrecadação de Louveira cresce, mas aquém da expectativa

Foi realizada ontem, quinta-feira, 23, às 18h30, na Câmara Municipal de LOUVEIRA a audiência pública para demonstração e avaliação do cumprimento das metas fiscais do município de LOUVEIRA no 3º Quadrimestre de 2016. A apresentação, mais uma vez ficou a cargo da diretora do Departamento de Contabilidade da Prefeitura Municipal, Luzinete Dias de Carvalho e contou com a presença do secretário Municipal de Finanças, Douraci Chicolhoni.

A audiência foi presidida pelo vereador Laércio Néris (PTB) com a participação do seu colega Leandro Lourençon (PSDB) e do vereador Nildo do Redenção (PPS).

RECEITAS
Com relação às receitas correntes e de capital, Luzinete explicou que receita corrente é composta pelas seguintes receitas: Tributária, Contribuições, Patrimonial, Agropecuária, Industrial, Serviços e as provenientes de recursos financeiros recebidos de outras pessoas de Direito Público ou Privados destinadas a atender as despesas correntes. Já as receitas de capital resultam da efetivação das operações de crédito, alienação de bens, amortização de empréstimos, transferências de capital e outras receitas de capital. Sobre a distribuição dessas receitas, Luzinete apresentou o seguinte quadro: Corrente R$ 407.536.500,00. Capital R$ 33.870.000,00. Receita Total R$ 441.406.500,00. Com relação às receitas, LOUVEIRA é um município privilegiado, não possui dívidas, e a receita continua crescente, apesar de ser menos do que a meta a ser alcançada.

MAS FALTA MERENDA
Após a breve apresentação a palavra ficou com os vereadores e a seguir com o público, que pouco se fez presente, como quase sempre acontece nas audiências públicas em LOUVEIRA. Mesmo assim, o professor da rede estadual de ensino em LOUVEIRA, Tiago de Souza Alves, perguntou porque com tanto dinheiro em caixa, a Prefeitura Municipal cortou a refeição e o lanche dos professores. E quando perguntou sobre o caso da merenda superfaturada, foi interrompido pelo presidente, Laércio Néris, que alegou não ser o assunto o foco principal da audiência.

EX-VEREADOR
Quem também realizou algumas perguntas mais relacionadas com as contas apresentadas foi o ex-vereador Estanislau Steck, que queria saber sobre os percentuais investidos em educação e saúde, sendo devidamente respondido pela diretora Luzinete Carvalho. Não havendo mais nenhuma pergunta por parte do público, a audiência foi encerrada pelo presidente Laércio Néris.

468 ad