LOUVEIRA: ‘Chá Comigo Chá Conosco’ traz Cultura da Paz

A Organização da Sociedade Civil (OSC), ‘Chá Comigo Chá Conosco’, presente em LOUVEIRA desde 2013, tem como presidente a professora de Yoga, Alessandra de Angeli, que desde 2006 organizou um coletivo com esse nome junto com um grupo de amigos praticantes de yoga que resolveram dar aulas de yoga para crianças, jovens e adultos em festivais culturais e escolas públicas. Eles adotaram a metodologia da administração de desenvolvimento e construção de competências CHA (Conhecimento, Habilidade e Atitude) para levar os fundamentos do yoga. E foram esses mesmos amigos que, junto com os alunos de yoga, fundaram a OSC – Organização da Sociedade Civil, ‘Associação Chá Comigo Chá Conosco’, escolhendo LOUVEIRA como sede.

CHÁ: Conhecimento, Habilidade, Atitude
A FOLHA NOTÍCIAS esteve conversando com a professora Alessandra de Angeli na atual sede da ‘Chá Comigo Chá Conosco’, que fica em uma ampla sala localizada na Pousada do Tirolês, Bairro do Engenho Seco, final da estrada do Engenho Seco, em LOUVEIRA. Alessandra falou sobre os fundamentos da organização inspirada pelas diretrizes da UNESCO no Manifesto 2000 utilizado na promoção de uma Cultura da Paz e não violência. “O nome Chá Comigo Chá Conosco está relacionado com a adoção da metodologia CHA (Conhecimento, Habilidade e Atitude) muito usada na administração de empresas em todo o mundo. Adotamos  também os seis pilares do manifesto 2000 para nortear suas ações. Atualmente, além de oferecermos aulas de yoga e meditação em parceria com prefeituras e outras instituições promovendo através de nossos programas e projetos a coeducação sócio-ambiental entre gerações, a articulação de ações de mobilização social para redução de acidentes e paz no trânsito e a erradicação da violência contra a mulher”, garante Alessandra.

MANIFESTO 2000
Alessandra falou um pouco mais desta filosofia de vida, que se transformou no Chá Comigo: “Mas tudo acontece em consonância com os seis pilares do manifesto 2000: 1.Respeitar a vida: Respeitar a vida e a dignidade de cada ser humano sem discriminação nem preconceito. 2. Rejeitar a violência: Praticar a não violência ativa, rejeitando a violência em todas as suas formas: física, sexual, psicológica, econômica e social, em particular contra os mais desprovidos e os mais vulneráveis, como crianças, adolescentes e idosos. 3. Ser generoso:Compartilhar meu tempo e meus recursos materiais no cultivo da generosidade e pôr um fim à exclusão, à injustiça e à opressão política e econômica. 4. Ouvir para compreender: Defender a liberdade de expressão e a diversidade cultural privilegiando sempre o diálogo sem ceder ao fanatismo, à difamação e à rejeição. 5. Preservar o planeta: Promover o consumo responsável e um modo de desenvolvimento que respeitem todas as formas de vida e preservem o equilíbrio dos recursos naturais do planeta. 6. Redescobrir a solidariedade: Contribuir para o desenvolvimento da minha comunidade, com a plena participação das mulheres e o respeito aos princípios democráticos, de modo a criarmos juntos novas formas de solidariedade”, acredita a professora.

CULTURA DA PAZ
Alessandra explicou sobre a visão, missão, princípios e valores adotados pela ‘Chá Comigo Chá Conosco’ no desenvolvimento do seu trabalho focado nos projetos Aulas de Yoga, ‘GerAções para a Paz, Juventude, Meditação e Paz no Trânsito e Flores de Lotus’. “A nossa visão é  prover oportunidades de convívio entre pessoas que desejam ser responsáveis e cuidadosas consigo mesmas, com outras pessoas e com o ambiente que as acolhe e no qual elas também interferem, pois sustentabilidade e cultura da paz não se ensina nem se aprende – é uma conquista, é uma tomada de consciência pessoal, construída a partir de um saber coletivo. Temos como missão Promover competências através do Conhecimento, Habilidades e Atitude para o exercício da cultura da paz e atuação não-violenta frente aos conflito onde engloba-se as ameaças não-militares como o desrespeito aos direitos sociais civis, a exclusão, pobreza extrema e degradação ambiental. E adotamos os seguintes princípios e valores: A integridade como alavanca para o desenvolvimento das atividades. A transparência como premissa básica do trabalho em equipe. A ética como fator determinante nas nossas ações. O respeito à diversidade de raça, gênero, pensamento e credo. O conhecimento como um bem universal, ao qual todos devem ter acesso. Os direitos sociais devem ser defendidos e ampliados”, revela a presidente da organização.

MENTE-CORPO
Quanto aos projetos adotados pela Chá Comigo Chá Conosco, Alessandra conta que o Projeto Aulas de Yoga para crianças, jovens, adultos e idosos tem como objetivo proporcionar o contato íntimo, gradual e seguro com o seu potencial físico, mental e emocional através da prática das asanas (posturas psicofísicas que estimulam flexibilidade e força); prananigrahas e pranayamas (exercícios respiratórios e de condução de energia pelo corpo/mente); yoganidra (relaxamento consciente); e meditação. Em 2002 a prática de yoga foi classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como prática mente-corpo e vem cada vez mais sendo adotada como política de saúde pública no mundo. Para além dos benefícios para a saúde, a prática em si é o exercício da presença, promove paz mental, dissipa o temor e fortalece a observação de si mesmo sem julgamentos ou críticas.

ECOBRINQUEDOTECA
Já o Projeto ‘GerAções para a Paz’ – uma abordagem lúdica contribui para uma cultura de paz entre gerações através da ludicidade e lazer na cidade de LOUVEIRA. O projeto propõe a implantação de uma ecobrinquedoteca no bairro Engenho Seco; capacitar 15 voluntários para trabalhar na ecobrinquedoteca e facilitar a coeducação entre gerações para uma cultura de paz e cidadania que respeite e valorize ao mesmo tempo a memória e a inovação. Além de suprir a demanda do município por espaços de lazer, fora dos centros urbanos, a proposta rompe com o paradigma de segregação etária de atividades de cultura e lazer, comumente adotadas pelos projetos existentes, e inclui a perspectiva de responsabilidade socioambiental. Utilizando-se de acolhimento, dinâmicas, brincadeiras, jogos e oficinas. “O projeto GerAções para Paz – uma abordagem lúdica, visa promover a cooperação entre gerações e a superação de conflitos, em consonância com a proposta da UNESCO e com os princípios e diretrizes do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente e Estatuto do Idoso. E com a possibilidade de envolvimento de profissionais e gestores dos diversos pontos de atenção da Rede Municipal de Assistência Social irá favorecer ainda a evolução das propostas dos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos e das políticas públicas do município de LOUVEIRA”, explica Alessandra.

PAZ NO TRÂNSITO
Alessandra revela que o Projeto Juventude, Meditação e Paz no Transito visa apoiar e agregar valor à Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020) lançado pela ONU. Essa ação global convida para um desafio ambicioso: Conter e reverter a tendência crescente de mortes e ferimentos graves de acidentes no trânsito que acomete em maioria jovens entre 15 e 29 anos e crianças de 04 a 14 anos.  “Desta maneira, cumpre também as diretrizes do ECA no seu artigo 4º “É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, (…) à dignidade, e à convivência familiar e comunitária”. Com esse projeto busca-se dar continuidade ao trabalho de protagonismo juvenil com jovens entre 13 e 17 anos voltado para a proteção à vida de crianças e jovens na cidade de LOUVEIRA iniciado em 2015”.

TSURUS
A professora Alessandra expôs que o projeto Meditação e Paz no Trânsito está dividido em 3 etapas:  1.Conhecimento: Sensibilização local com pedágio interno para pedestres, ciclistas, skatistas e condutores de veículos durante a campanha maio amarelo. 2. Habilidade:Capacitação de 10 jovens para ministrar palestras e aulas de meditação.3. Atitude:Mobilização para a confecção dos 10 mil Tsurus (Ave sagrada japonesa símbolo da saúde confeccionada com papel no estilo origami) a ser entregues nos pedágios da via Anhanguera como símbolo de paz no trânsito.

FLOR DE LÓTUS
Segundo Alessandra, o Projeto Flores de Lotus apoia o combate à violência contra as mulheres que busca fortalecer o movimento mundial criado pela ONU no cumprimento da agenda 2030. “Por um planeta 50-50 em 2030: um passo decisivo pela igualdade de gênero. Na Chá Comigo Chá Conosco o projeto acontece através de três eixos: Conhecimento – Encontro Feminino: busca levar informações sobre o universo corporal, psiquico e emocional das mulheres no formato suave da dança circular, roda de conversa e meditação. Habilidade – Acolhimento às mulheres vítimas de violência: programa com imersão nas técnicas daYoganidra que favorece a superação de traumas e o despertar de novos modos de lidar com as situações da vida; Comunicação Não violenta (CNV): útil para resolver conflitos, conectar-se aos outros, e viver de um jeito consciente, presente e antenado às necessidades vitais e genuínas de si mesmo e do mundo. Meditação: Possibilita a reorganização mental, emocional e psíquica de condicionamentos do passado e projeções fantasiosas do futuro. Para além desse aspecto, os exercícios meditativos, na sua grande maioria, iniciam-se com exercícios de respiração o que influencia diretamente o sistema nervoso autônomo, o qual regula as ações de luta ou fuga, permitindo que a praticante tenha maior domínio sobre as suas emoções e ações. Atitude – Mobilização durante os 16 dias de ativismo (de 25 de Nov a 10 de Dez): Confecção de 5 mil flores de lotus em papel de origami. Com o volume de flores é feita uma intervenção artística no comércio da cidade, um cortejo reunindo 350 mulheres e a exibição de filme sobre Violência de Gênero”.

NOVOS INTEGRANTES
A FOLHA NOTÍCIAS entrevistou três adolescentes que participam da ecobrinquedoteca e demais atividades da ‘Chá Comigo Chá Conosco’. Helen Rodrigues, 16, reconhece que nunca tinha ouvido falar em Cultura da Paz e nem da Chá Comigo Chá Conosco, o que veio acontecer durante o desenvolvimento do projeto ‘Meditação e Paz no Trânsito’ no ‘Colégio Ladeira’. “Na medida em que fui conhecendo mais o projeto fui mudando a minha maneira de pensar sobre o trânsito. Por isso quero dar continuidade ao trabalho da ‘Chá Comigo Chá Conosco’. E é uma honra estar transmitindo para outras pessoas tudo o que aprendi e venho aprendendo de 2013 para cá”, garante Helen.
Geovana Aguiar, 18, e Natali Rocatelli (18) conheceram a ‘Chá Comigo Chá Conosco’ através dos cursos de yoga. Moradoras do Bairro Santo Antonio, em LOUVEIRA, ambas estudam meio social e ecológico um uma Etec de Jundiaí. “A professora Alessandra através dos cursos de yoga nos engajou nos projetos da OSC. Eu gostei muito do projeto Meditação e Paz no Trânsito. Agora vim para a ecobrinquedoteca para criarmos novos brinquedos que serão utilizados por crianças de todas as idades. E quero fazer Gestão Ambiental pela Faculdade de Jundiaí e continuar na Chá Comigo Chá Conosco. Amo estar fazendo parte da ‘Chá Comigo Chá Conosco‘”, derrete-se Geovana.
Natali Rocatelli também começou fazendo yoga com a professora Alessandra. “Comecei a ter novas experiências na ‘Chá Comigo Chá Conosco’ e é muito bom transmitir conhecimento para que outras pessoas tenham tenham uma consciência maior, no trânsito e na vida como um todo. Pretendo continuar na ‘Chá Comigo Chá Conosco’ porque esse contato me ajudou muito a ter uma visão diferente das coisas, um conhecimento maior do que existe ao meu redor”, admite Natali.

RECURSOS
Para manter o funcionamento da ‘Chá Comigo Chá Conosco’, trabalham de maneira voluntária oito pessoas que integram a atual diretoria da OSC. Também recebe recursos através de doações de pessoas físicas e jurídicas, patrocinadores, campanhas e produtos que são vendidos com renda revertida para a ‘Chá Comigo Chá Conosco’.

REUNIÕES
As reuniões da entidade acontecem às quartas à tarde, com aulas de yoga, às quintas-feiras tem a ecobrinquedoteca, uma vez por mês acontece o encontro feminino e uma vez por ano a Chá Comigo realiza o projeto Meditação e Paz no Trânsito em parceria com a Paróquia Sagrado Coração de Jesus de LOUVEIRA. “Construímos cerca de dez mil pássaros de papel, os tsurus, distribuídos nos pedágios da rodovia Bandeirantes e da Anhanguera. Também fazemos parte do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e dos Adolescentes (CMDCA) e do Conselho Municipal de Assistência Social”, afirma a presidente da  ‘Chá Comigo Chá Conosco’, Alessandra de Angeli.

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad