LOUVEIRA: Coluna de João Batista – ‘Louveirando’

Paz

Estou em Paz com a minha vida e com tudo que me cerca. Pensei nisso nessas minhas andanças pela nossa LOUVEIRA, essa cidade tão acolhedora que a todos recebe e, por vontade própria, não manda ninguém embora. O nosso hoje tem sido de sobressaltos pelos atuais acontecimentos relativos à pandemia, à violência que assola o mundo e às guerras em todas as suas formas, os exemplos do momento mais trágicos de todos são a Covid e o Afeganistão.

Mas então, se tenho tudo isso ao meu redor, porque então me sinto em Paz? Bem, a Paz é um sentimento interior, quando a gente sente que está fazendo as coisas de maneira correta, mesmo que outras tantas forças convirjam para tanta coisa ruim. Estar em Paz é a melhor maneira de seguir em frente, de fazer o bem segundo as Leis, de se sentir vivo diante de tanta morte, e, de maneira alguma é se isolar e fugir das responsabilidades inerentes aos humanos daqui.

Claro que sinto tristeza, sou consciente das coisas e dos fatos ao meu redor. Sinto por não me fazer entender as vezes, tanto quanto sinto, por tantas pessoas estarem à margem de um mundo minimamente habitável. Posso dizer com isso, que a Paz é uma coisa interior; um encontro entre os muitos “eus” e conseguir uma convivência pacífica entre esses “eus”. Estar em Paz, pelo menos para mim, é ter consciência da vida e do mundo em que se vive; onde eu também vivo, e dou graças a Deus por isso, especialmente por viver aqui.

Então, em momentos que sinto que a Paz pode fugir de mim, ando pela nossa cidade e encontro com facilidade lugares assim, como este da foto. Aí recarrego a minha bateria de Paz. Fico ali por tantos minutos quanto forem necessários para que se complete o carregamento, para que eu, de alguma maneira saia dali mais em Paz do que quando cheguei.

A vida é assim, no meu entendimento, estar em Paz não é estar em fuga, mas ao contrário, é estar consciente de tudo ao redor e, fazer o melhor possível para que a Paz que habita em mim, chegue a todos. LOUVEIRA é um lugar de Paz. Eu creio.

Trilha Sonora / A Paz / Zizi Possi

Author: Geraldo Maia 62

Share This Post On
468 ad