LOUVEIRA: Coluna de João Batista – ‘LOUVEIRANDO’

Tempo de agradecer

Este é o jargão que a minha querida amiga Cidinha Mariah utiliza com propriedade em suas postagens sobre os serviços públicos praticados em LOUVEIRA, especialmente em relação aos serviços na área da Saúde. Dia desses fui surpreendido por uma ligação da Central de Consultas me arguindo sobre a solicita de uma marcação de consulta com um clínico geral. Me surpreendi com a ligação, por não me lembrar de tal solicitação.
Fiquei contente, feliz mesmo com a ligação, e, aproveitei a oportunidade para marcar uma consulta, coisa que faço anualmente para os exames rotineiros que um senhor dever fazer. Por algum motivo, mais especificamente relacionado à pandemia no ano passado não fiz, acredito que por negligência minha, pois nunca me negaram as consultas. Marcou-se então para o final de semana, outra surpresa, domingo de manhã então, nem me fale. Repito: fiquei surpreso e contente.

No domingo lindo em LOUVEIRA, domingo de manhã, me levanto bem cedo, pois a consulta seria às 8h30, tomo o meu café e também um banho bem gostoso, um pouquinho mais demorado que os do dia a dia, devido à economia de água nesses tempos de seca. Não senti remorso e peço desculpas, mas eu estava tão empolgado em ir à consulta, que me senti no direito. Chegando no Posto de Saúde, próximo à Igreja São Sebastião, no centro, fui muito bem atendido e, em meio a mais alguns que estavam ali para suas consultas, me dirigi à sala reservada para tal evento. Meu amigo que me acompanhou me desejou boa sorte.

Enquanto esperava os sinos da Igreja começaram a bater e foi lindo de ouvir e ver pela janela. Senti nessas batidas um bom presságio sobre o meu domingo e fiquei mais tranquilo. Entrei e fui consultado, pressão arterial ótima, segundo o médico que, logo em seguida solicitou aquela renca de exames, como já disse, todos de praxe. Me despedi agradecido, tranquilo e me dirigi às atendentes que marcaram as datas dos exames e o retorno com o médico, clínico geral, para que o mesmo, antes de mim, espero, veja os resultados dos exames. Antes de mim, pois já a algum tempo, não abro meus exames, mas morro de vontade.

A “moça” – atendente – respondendo à minha pergunta afirmou que aos finais de semana estão agilizando a agenda, que com a pandemia, andou um pouquinho mais devagar que o habitual. Estão tendo sucesso. Agradeci a todos e a Deus, com certeza, e segui o meu domingo feliz e com um alívio tão grande por estar vivo e superando, muitas vezes graças às mãos estendidas para mim por pessoas que cumprem o seu dever. Por quem dobram os sinos? Eles dobram por todos nós, sejamos nós quem formos.

Trilha Sonora / Deixa Meu Rio / Alda Célia

(Da Redação #FOLHANOTICIAS)

Author: Geraldo Maia 62

Share This Post On
468 ad