LOUVEIRA: Ferroviário é tricampeão

Final futebol Cred. JCAT (43)

Um grande jogo, duas equipes fortes e somente uma sairia com o título. Assim foi no último domingo a grande final da 13ª Copa LOUVEIRA de Futebol Amador entre Ferroviário e Vila Pasti. O Ferrô buscava o tri da competição, já o Vila teria o título inédito. A partida começou tensa, com as duas equipes nervosas dando entradas mais fortes, mas com o passar do tempo tudo foi se ajeitando. Aos 15 minutos, em bom contra-ataque do Ferrô, com passe do meia Guilherme, que deu ótimas condições para o atacante Tilápia fazer o gol. Mas ele pegou mal e a bola foi parar nos braços do goleiro Ratão. Aos 18 minutos, em nova chance, ele não desperdiçou, abrindo o placar para o Ferroviário, que mantinha um bom ritmo de jogo. Já o Vila, que jogava recuado, teve que sair em busca do empate, e aos 38 minutos, em cruzamento do lateral esquerdo Ronald, a zaga do Ferrô não tirou, e de cabeça o atacante Paia deixou tudo igual, empatando placar. Na segunda etapa, as duas equipes saíram para o tudo ou nada em busca da vitória, e logo aos 15 minutos, falta perigosa do zagueiro Giba da Vila em cima do meia Dedé, na entrada da grande área. Penalidade que o lateral esquerdo Tiago Ivo cobrou com maestria, deixando o goleiro Ratão paralisado, nada podendo fazer, e o Ferrô saiu na frente. Com isso, o Vila partiu para cima, e em uma cobrança realizada pelo meia De, o atacante Paia cabeceou bem, mas a bola saiu sobre o gol. O Ferrô partia em contra-ataques, e aos 38 minutos do segundo tempo, em belo passe do lateral Murilinho para Léo, que entrou rápido pela direita e bateu forte, sem chances  de defesa. Com isso, foi só deixar os acréscimos passarem para soltar o grito de tricampeão (2003, 2013 e 2015). Das quatro finais que a equipe já chegou, três resultaram no título. O troféu de goleiro menos vazado foi para o arqueiro Silvio da equipe do Amyza, que não sofreu nenhum gol. A artilharia ficou com Danny do Ferroviário, Cleiton e Mago do Nova Estrela, com quatro gols cada. Na cerimônia de premiação estavam apenas Danny e Cleiton.

Destaque

Murilinho, lateral direito do Ferroviário, é natural de LOUVEIRA, tem 22 anos e há seis anos joga pela equipe. Rápido, com muita força de vontade e raça, ele se sobressai na posição. Mesmo com um nariz quebrado na semifinal, o jogador entrou em campo na decisão. Pela habilidade, garra, força de vontade e amor ao esporte, Murilinho foi escolhido como destaque na final.

468 ad