LOUVEIRA: Picada de escorpião deixa município em estado de alerta

A4_escorpiao_cred reprodução

Foi no bairro da Ponte Preta, na quarta-feira, 13, por volta das 7h30, quando o morador Marcos Moura ia sair para o trabalho. Ele se preparou para calçar o tênis que se encontrava na sala de sua residência e ao meter o pé no calçado sentiu algo dentro, como se fosse uma bola de papel amassado. Então enfiou a mão para tirar o obstáculo, recebendo de imediato a picada de um escorpião negro que ficou pendurado pelo ferrão. Ao sentir a dor intensa, Marcos abateu o inseto peçonhento e rumou de imediato para a Santa Casa de LOUVEIRA, chegando à mesma por volta das 8h, sendo então medicado imediatamente. Marcos não soube dizer se tomou aplicação de soro antiescorpiônico. A direção do hospital disse que o acesso ao prontuário do paciente só seria possível com a permissão por escrita do mesmo.
ANESTÉSICO
O médico que o atendeu indicou exame de sangue para verificar a quantidade de toxinas no organismo e um eletrocardiograma para saber o quanto o coração foi afetado pelo veneno do bicho. Como sentia dores intensas que irradiavam pelo braço indo até o ombro, foi aplicada no paciente uma injeção de anestésico para aliviar a dor que costuma ser muito forte nesse tipo de picada. Ele ficou em observação e somente por volta das 15h é que Marcos Moura recebeu alta e pode se dirigir à sua casa.
ALERTA
O episódio é um alerta tanto para a Prefeitura de LOUVEIRA, através da Secretaria de Serviços Públicos e da Vigilância em Saúde e Central de Zoonoses, quanto para a população que deve cuidar mais da limpeza das casas e ter mais atenção com crianças e idosos, mais vulneráveis ao ataque de animais peçonhentos. “Espero que sejam realmente tomadas providências efetivas porque os escorpiões estão por aí, pela cidade, entrando nas casas e picando pessoas, como ocorreu comigo. Se bem que esse é o primeiro ataque que sofro, mas poderia ter sido evitado. Graças a Deus que não teve maiores consequências até agora”, reconhece Marcos Moura.

468 ad