LOUVEIRA: Prefeito domina eleição no Conselho de Saúde

O que deveria ser um órgão paritário, como aconteceu na maioria das vezes, a eleição para os membros titulares e suplentes do Conselho Municipal de Saúde de LOUVEIRA, realizada na quarta-feira, 28, no auditório da secretaria Municipal da Saúde foi praticamente um jogo de cartas marcadas para que o prefeito Júnior Finamore obtivesse o controle total do Conselho, perdendo o mesmo a sua ação fiscalizar e aprovar o exercício financeiro da secretaria Municipal da Saúde de LOUVEIRA.

A reportagem da FOLHA NOTÍCIAS esteve ontem, quinta-feira, 1º de março, procurando conversar com o secretário José Bellussi, mas, para a surpresa da Equipe de Reportagem, o secretário recusou de forma descortês, a dar uma entrevista sobre o porquê de pessoas ligadas diretamente ao prefeito Júnior Finamore estivessem entre as mais votadas, a exemplo Kelly Cristina Carrasco, digníssima esposa do secretário Municipal da Cultura e Eventos, Maurício Carrasco, que obteve 197 votos, sendo uma das mais votadas no pleito. Mas também obtiveram um grande número de votos, Nair Silva Moraes, a mais votada, com 235 votos, Carla Patrícia Boneto, com 222, Maria Elisa Furlan, com 219, Maria Capello Zago, com 212, Lilian Diniz de Melo Santos, 192, e José Arildo da Silva, com 185 votos, alguns destes, supostamente ligados ao prefeito. Com a recusa do secretário Bellussi, a reportagem da FOLHA ainda não obteve acesso a todos os nomes que compõem os titulares e os suplentes do Conselho Municipal de Saúde de LOUVEIRA que este ano estará sendo usado para aprovar o que for de interesse do prefeito Júnior Finamore, ou seja a fiscalização das verbas de Saúde, que foram cortadas pelo secretário de Governo, Hélio Braz, e do precário atendimento dos Postos de Saúde, agora estão a cargo do time do prefeito, e não mais de pessoas isentas da comunidade e dos órgãos do próprio setor de Saúde. O que o prefeito Junior Finamore está escondendo que não quer ser fiscalizado pelo Conselho de Saúde (que agora é todo dele)?

468 ad