LOUVEIRA: Prefeito terá quase R$ 460 milhões para ‘gastar’ em 2016

A5_LOU_Sessão Extra_150715_Cred Gegeu Maia (2)

Em sessão extraordinária realizada quarta-feira, 15, às 19h, na Câmara Municipal de LOUVEIRA, os vereadores, com exceção de João Leite (PR), que esteve ausente, aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que prevê a milionária arrecadação de R$ 458 milhões para o próximo ano. Mas toda essa fortuna sofreu uma emenda coletiva que também foi rapidamente aprovada, já que os edis mal esperavam o término da mesma para pegar as malas e gozarem do recesso que este ano foi praticamente cortado pela metade.
As previsões da LDO para o próximo período, apesar da tão decantada ‘crise’ econômica, em termos de receitas e despesas, são as melhores possíveis. Em relação às despesas, a previsão é que sejam destinados R$ 394,3 milhões para a Prefeitura, R$ 40 milhões para o Fundo de Previdência dos Servidores, R$ 4,5 milhões para a Fundação Municipal de Habitação e R$ 19,1 milhões para a Câmara de vereadores.
A Secretaria de Educação, com 25,84%, e a da Saúde, com 21,37%, serão as pastas com maior participação: R$ 101,9 milhões e R$ 84,3, respectivamente. A emenda apresentada alterou a nomenclatura da previsão de pavimentação asfáltica, em especial para as ruas do bairro Pinho Rei, Rua das Flores, Manoel Chiqueto, Uva Bordô, Isidoro Dinofre, Sabinus, Albatroz, Garça, Helíaco, Umbaúbas, Tangará e Juruva.
A partir da aprovação da LDO a Câmara entra em recesso e as sessões ordinárias só retornam no dia 1º agosto, mas podem ser convocadas em caráter extraordinário.

468 ad