LOUVEIRA: PSDB de Louveira elege novo presidente

A5_PSDB_Cred Roberto Palaro (2)

Sob a responsabilidade total da Executiva Estadual do PSDB, foi realizada no domingo, 6, a Convenção Municipal que elegeu o novo Diretório Municipal e a nova Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal do partido em LOUVEIRA, que vinha de uma disputa renhida entre os seguidores do filiado César Acerbi, o popular ‘Cesão’, e os simpatizantes do finado vereador Reginaldo Lourençon. Como o conflito entre as partes se alongava, prejudicando sobremaneira o partido localmente que estava correndo o risco de se ver fora das próximas eleições municipais, a Executiva Estadual, tendo à frente o deputado federal Bruno Covas, também presidente estadual do PSDB, resolveu eleger uma comissão provisória com dois membros de cada chapa concorrente, sendo mediado pelo próprio presidente Bruno Covas, com vistas a organizar e realizar a Convenção da forma mais transparente e pacífica possível, pondo fim ao risco de divisão do partido em LOUVEIRA.
BRUNO COVAS
Presente à Convenção, a reportagem da FOLHA NOTÍCIAS conversou com o deputado federal Bruno Covas, presidente do PSDB, e ouviu do mesmo a confirmação de que houve uma disputa que foi parar na Justiça. “A Diretoria Executiva Estadual achou por bem mediar o conflito e realizar a Convenção em um clima de tranquilidade, e que no final vença o que tiver mais votos. Eu e o vogal Paulo Trofino representamos a Executiva Estadual. Contamos também com o nosso jurídico, dr. Anderson Pomini, contratado pelo PSDB. Nós organizamos uma Comissão Provisória com dois membros de cada chapa sob a minha coordenação para organizar os trabalhos da Convenção Municipal de LOUVEIRA. Queremos com isso unificar e fortalecer o partido com vistas às próximas eleições, quando acredito que o PSDB pode se sagrar vitorioso em Louveira. A nova Diretoria Executiva terá até abril para realizar novas filiações e organizar o partido com esse objetivo”, contou o deputado Bruno Covas.
TRANQUILIDADE
Conforme comentou Bruno Covas, realmente a Convenção Municipal ocorreu em um clima de total tranquilidade, sem a ocorrência de nenhuma agressão ou violência como nas vezes anteriores. E no final do pleito, que aconteceu às 14h, teve início a contagem dos votos, sagrando-se vencedora a chapa ‘LOUVEIRA em Boas Mãos’, encabeçada por Júlio César Veronese, que obteve 94 votos, o que representa 62,25% do total. Já a chapa ‘PSDB Seriedade e Transparência’, liderada por César Acerbi (Cesão) obteve 57 votos, cerca de 37,75% do total de 154 votos, havendo ainda 2 nulos e 1 em branco. Como as chapas atingiram um percentual acima de 20%, o diretório eleito teve uma composição mista, na proporção que cada uma obteve, com membros dos dois grupos. Esses correligionários então escolheram o novo diretório. Só se a vencedora tivesse obtido um percentual de 80%, apenas ela comporia o diretório que faria a escolha da nova Diretoria Executiva, o que não ocorreu na votação.
NOVO PRESIDENTE
Na eleição para as cargos da Diretoria Executiva, Júlio César Veronese foi eleito o novo presidente por 23 votos a favor, tendo César Acerbi (Cesão) obtido apenas 1 voto, com uma abstenção e 8 votos nulos. O mandato da Diretoria Executiva Municipal, segundo estatuto do partido, é de dois anos. Logo após ter sido eleito, o novo presidente da nova Diretoria Executiva que comandará o PSDB nas próximas eleições, tendo como vice Dorival Lourençon, pai de Reginaldo, Júlio César Veronese, discursou agradecendo “em primeiro lugar a Deus, aos membros da chapa, aos que votaram e a todos os presentes à Convenção Municipal. Mas quero registrar que esta vitória é dedicada à memória do nosso grande líder Reginaldo Lourençon, a terceira seguida. Dedico também a outro grande líder, o também finado dr Eleutério Malerba, que nos liderou por muito tempo. Vamos dar continuidade aos projetos de Reginaldo, respeitando a sua forma de fazer política sempre pensando no bem-estar do povo. Vamos organizar o partido, formar os candidatos a vereador, e quem sabe a prefeito ou vice também, afinal o PSDB é forte, é o partido do governador Geraldo Alckmin, e não queremos pessoas de má índole no partido. Quem comungar com nossas ideias que venha fazer parte junto conosco. Agora, vamos concretizar o sonho do nosso amigo Reginaldo, o de ter um PSDB atuante”, enfatizou Veronese.
ANDRÉ BENASSI
Quem também esteve presente acompanhando os trabalhos da Convenção foi o coordenador Regional do PSDB, o ex-prefeito de Jundiaí e ex-deputado estadual e federal, André Benassi, que manifestou a sua confiança na união do partido em LOUVEIRA, condição principal para que os ‘tucanos possam voar’ nas próximas eleições de outubro de 2016. Estiveram também no evento político os pré-candidatos à prefeito de LOUVEIRA, Julliano Gasparini (PV), Estanislau Steck (PSD), Maria Regorão (PTC) e o presidente da Câmara, vereador Nilson Cruz (PROS).
CÉSÃO VAI RECORRER
Em conversa com a FOLHA NOTÍCIAS, César Acerbi (o popular ‘Cesão’) declarou que vai entrar novamente na Justiça com um pedido de impugnação da eleição da chapa de Veronese, haja vista a mesma estar sub judice, porque teria uma lista de filiados fora de época e que não poderiam ter votado, e que estariam, em tese, irregulares. Por outro lado, o advogado do PSDB, Anderson Pomini, argumentou que para o PSDB o que vale é se os novos filiados foram impugnados ou não. Caso não tenham sido, estão aptos para votar. “Eles, da chapa ‘PSDB Seriedade e Transparência’, do popular ‘Césão, alegam que os eleitores filiados até fevereiro não podem votar. Mas eles fizeram campanha para os novos filiados que agora não podem votar? Desse modo eles mesmos validaram as novas filiações. E nós já indeferimos o pedido deles. Como não há impugnação, os novos filiados estão habilitados a votar”, entende Anderson Pomini. Sobre esse assunto, o presidente estadual do PSDB, deputado Bruno Covas, declarou que o Artigo 5º da Constituição e o próprio PSDB garantem que qualquer pessoa que se sinta prejudicada recorra à Justiça. “Nós indeferimos politicamente, mas a chapa derrotada tem o direito de recorrer na Justiça como eles desejarem. É um direito constitucional, e todos nós respeitamos esse ato democrático, pois vivemos em um País livre”, salientou o deputado e presidente estadual do PSDB.

468 ad