LOUVEIRA: Vereadores homenageiam prefeito Jr. Finamore em sessão

Em clima de total confraternização e cordialidade, a 15ª Sessão Ordinária realizada terça-feira (18), na Câmara Municipal de LOUVEIRA, contou com a presença do prefeito Júnior Finamore (PTB) que, acompanhado por seus secretários e assessores graduados, foi homenageado com uma Moção de Congratulações e Aplausos de autoria do vereador Laércio Néris (PTB) que foi aprovada por unanimidade, com elogios dos colegas de Casa. O prefeito Finamore foi recebido pelo presidente da Casa de Leis, vereador Marquinhos do Leite, que o convidou a fazer parte do Mesa Diretora. A homenagem aconteceu pelo fato de o prefeito Júnior Finamore ter tido criado e promovido a Festa das Tradições Nordestinas,  desde 2013. A moção foi estendida ao secretário municipal de Cultura, Maurício Carrasco e demais envolvidos na organização e realização da festa, considerada a maior festa nordestina de todo o interior paulista, em virtude do enorme sucesso obtido pela 6ª Festa das Tradições Nordestinas realizada pela Prefeitura de LOUVEIRA nos últimos dois finais de semana.

CULTURA NORDESTINA
Segundo o autor da homenagem, vereador Laércio Néris, “a iniciativa foi difundir e compartilhar as delícias gastronômicas e a cultura do povo nordestino, que faz parte do contexto cultural de LOUVEIRA. Para o prefeito Júnior Finamore, esta é uma oportunidade de homenagear os nordestinos que aqui residem, valorizar sua cultura e tradições e apresentá-las para as pessoas da cidade e da região porque o povo nordestino, junto ao povo nascido nesta cidade, contribuiu para o crescimento e desenvolvimento do município.
Laércio afirmou que a Festa das Tradições Nordestinas faz parte do calendário festivo da cidade e representa uma grande homenagem ao povo nordestino que migrou para o município. “O evento contou com grande variedade de barracas com comidas típicas, artesanato e grandes shows musicais, com Tchakabum, Arreio de Ouro, Israel Novaes e Mano Walter, além de bandas regionais”.

PATRIMÔNIO IMATERIAL
Já o vereador Helinho (PTB) ressaltou que a festa teve início no mandato do atual prefeito e, como nordestino, ficou muito feliz em participar do evento, que só vem recebendo elogios por parte da população. Priscilla Finamore (PRB) avaliou que a cada ano a festa fica melhor e mais bonita, enquanto Caetano (PTB) lembrou que a Festa das Tradições Nordestinas foi considerada patrimônio imaterial de LOUVEIRA por meio da Lei 2570/2018, aprovada em fevereiro e de sua autoria.
Vários vereadores fizeram questão de elogiar a coragem do prefeito Júnior Finamore em criar e manter a festa melhorando-a a cada ano. O vereador Luiz Rosa (MDB) parabenizou o total apoio do prefeito na realização da festa, quando os nordestinos que residem em LOUVEIRA puderam se sentir em casa, lembrando que todos são brasileiros e formam uma só nação. Nildo do Redenção (PPS) confirmou que se sentiu como se estivesse participando das festas tradicionais de sua terra natal e aproveitou para solicitar ao prefeito que estenda o horário da festa para que possa terminar ainda mais tarde.

REFERÊNCIA
Por outro lado, o vereador Leandro Lourençon (PSDB) elogiou a organização e o trabalho de todos os envolvidos, afirmando que participou e gostou da festa. Já Rodrigão (PSD) confirmou que o evento agora faz parte da história louveirense e está se aperfeiçoando a cada ano que se passa, transformando-se em tradição local. O vereador Nilson Cruz (PSD) concordou que o evento tornou-se um referencial em festa nordestina no Estado de São Paulo e virou exemplo para outras cidades, fruto da competência demonstrada pelos que se empenharam na organização da festa. O presidente Marquinhos do Leite (PTB) reconheceu que a realização da festa sempre foi a vontade de todos os nordestinos que vivem em LOUVEIRA e que hoje é referência estadual quando se pensa em diversão sem brigas.

CASA DE TAIPA
Também o vereador Clodoaldo (PPS) elogiou o trabalho desenvolvido desde a primeira edição da festa e reafirmou que a mesma pode ser considerada como a maior e melhor festa nordestina do Estado de São Paulo, lembrando cada detalhe presente no evento que fez muitas pessoas recordar a infância e suas origens, entre os quais a já famosa Casa de Taipa, graças a sensibilidade artística do secretário Maurício Carrasco.

FALA O PREFEITO
Em sua fala de agradecimento o prefeito Nicolau Finamore disse que se sente muito feliz em poder realizar uma festa de congraçamento entre os povos, lembrando que a festa é a oportunidade de LOUVEIRA demonstrar o carinho e respeito que tem pelo povo nordestino, que tanto fez e contribui para o desenvolvimento da cidade. “A nossa festa é única, porque é feita pelos nordestinos de LOUVEIRA”, avaliou Júnior Finamore, explicando em grande parte as razões de tanto sucesso da Festa das Tradições Nordestinas. E emendou: “Mesmo que copiem, não será igual a nossa festa”.

O NORDESTE É AQUI
Importante observar que dados da Secretaria Municipal de Gestão de Projetos e Programas demonstram que LOUVEIRA tem hoje mais de 11 mil moradores que vieram de vários estados e cidades nordestinas.

NEOPLASIA MALIGNA
A Câmara de LOUVEIRA aprovou um projeto de Resolução, de autoria do presidente da Casa, vereador Marquinhos do Leite (PTB), para que se faça a divulgação dos direitos das pessoas portadoras de neoplasia maligna (câncer). O projeto foi aprovado pelo por unanimidade na ultima sessão, ocorrida na noite desta terça-feira, 18, e tem como objetivo alertar as pessoas sobre os diversos direitos que os pacientes têm e muitas vezes não os conhecem. Esse projeto tem o objetivo de apoiar e auxiliar o paciente diagnosticado com câncer, uma vez que poderá facilitar o entendimento e auxiliar no processo de solicitação dos benefícios previstos na lei, que podem atenuar os impactos financeiros e sociais dessas pessoas”, justificou o autor. A Resolução determina que esses direitos sejam divulgados por meio do sitio oficial da Câmara na internet. São direitos das pessoas com câncer a aposentadoria por invalidez, o auxílio doença, a isenção de Imposto de Renda na aposentadoria, a isenção do ICMS e do IPI na compra de veículos adaptados, a isenção do IPVA sobre esses veículos, a quitação do financiamento do Sistema Financeiro de Habitação, o saque do FGTS e do PIS/Pasep, o benefício de prestação continuada da Lei Orgânica de Assistência Social, a cirurgia reparadora de mama, a concessão de renda mensal e vitalícia, a prioridade no andamento processual no Judiciário, a preferência junto aos Serviços de Atendimento ao Consumidor e o fornecimento de medicamento pelo SUS.

SEMANA DA UVA NIÁGARA:
Símbolo da uma das maiores produções rurais de LOUVEIRA, a Uva Niágara ganhou uma novo capítulo na história local, com a criação da Semana Municipal de Comemoração à Uva Niágara por meio de aprovação unânime do projeto de lei de autoria do vereador Rodrigão (PSD). Pelo projeto, o município deverá realizar ações comemorativas em alusão à data, a ser lembrada na primeira semana de dezembro. Como sugestão, o autor colocou no projeto a realização de palestras, oficinas e conscientização sobre a preservação e amplio do cultivo desse tipo de uva no município. “Trata-se de um projeto para preservar a história de nossa cidade, que desde 1639 possui relatos de plantação de videiras em nosso município, bem como a realização da tradicional Festa da Uva, desde janeiro de 1955”, escreveu Rodrigão. Na justificativa do projeto, o vereador explica que a uva Niágara é uma variedade característica da região que, pelo trabalho de gerações de viticultores é hoje, ao lado da uva Itália, a variedade mais consumida no Brasil, sendo cultivada em boa parte do território nacional. A história oficial conta que o produtor Aurélio Franzini, patrono de tradicional família, foi o autor da descoberta de cachos de cor rosada em um galho de uma planta de uva Niágara branca, cultivada nas terras do Comendador Antônio Carbonari. No mesmo ano, uma mutação semelhante ocorreu nos parreirais da família Gumiero, também em LOUVEIRA. Muitos afirmam que a verdadeira disseminação da Niágara Rosada pela região partiu de ramos doados aos viticultores da época pela Família Gumiero. Esse fato histórico aliado ao trabalho de famílias tradicionais de viticultores (com destaque para a Família Pagoto) tornaram Louveira uma das referências de qualidade para a uva Niágara Rosada”.

468 ad