LOUVEIRA: Vereadores mostram preocupação com a segurança no município

Brigada de Incêndio da Prefeitura foi homenageada

Durante a sessão legislativa de terça-feira (21), na Câmara Municipal de LOUVEIRA, alguns vereadores, tanto da oposição quanto da situação, demonstraram em suas falas, certa preocupação relacionada com a atual condição da segurança pública no município. O vereador Rodrigão (PSD) voltou a chamar atenção para o aumento de ocorrências no Bairro Santo Antonio, principalmente para o aumento de furtos e roubos com incidência em outros bairros da cidade.
O vereador Luiz Rosa (MDB) também abordou a questão da segurança na cidade: “Tenho participado das reuniões do Conseg-LOUVEIRA onde fiquei sabendo do vitorioso programa ‘Vigilância Solidária’, através de câmaras de monitoramento, sem custos para a Prefeitura. Este projeto foi criado pelo prefeito de São Paulo, João Dória, e hoje já se encontra instalado em várias cidades, a exemplo de VINHEDO e Jundiaí, mas precisa ser logo implantado por aqui”, revela.
Já o vereador Clodoaldo Martins (PPS) centrou críticas à Autoban por causa da falta de segurança que ainda persiste no viaduto ao lado do Frango Assado. “As pessoas continuam sendo assaltadas sem que a Autoban tome alguma providência. Que o secretário municipal de segurança de LOUVEIRA possa se posicionar quanto ao fato”.

BRIGADA DE INCÊNDIO
E por falar em segurança, a ‘Brigada Municipal de Incêndio’ foi devidamente homenageada pela Câmara de Vereadores através de Moção de Congratulação de autoria do vereador Hélio Rocha. Vale lembrar que os servidores da Brigada de Incêndio compõem o quadro de forma voluntária, desempenhando importante trabalho na prevenção e combate a incêndio em apoio à Defesa Civil e ao Corpo de Bombeiros.
Composta por seis integrantes, sendo dois deles bombeiros profissionais civis, tendo no comando o chefe Gabriel Aldi da Silva, a brigada conta ainda com a participação de Ciro Renato dos Santos, Douglas Lima de Jesus, Clodoaldo Pereira da Motta, Osvaldo Porfirio e Rodrigo Vieira da Silva. Ao justificar a homenagem, Helinho reiterou a importância da Brigada com a realização de palestras educativas com orientações básicas aos cidadões para melhor atuarem no combate a incêndios, tanto na zona urbana como na rural, tendo para isso firmado uma parceria com a Secretaria de Meio Ambiente, além de participação e apoio nas tradicionais festas e eventos da cidade. Este ano a Brigada atendeu 37 ocorrências somente em julho, das quais seis chegaram a ser em um único dia. Até o momento foram registradas 157 ocorrências.

CONTAS APROVADAS
As contas da Prefeitura Municipal de LOUVEIRA referentes ao exercício de 2016 foram aprovadas pelos vereadores por unanimidade na 13ª sessão. A proposta foi apresentada pela Comissão Permanente de Finanças e Orçamento, acatando parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado. Segundo o vereador Laércio Néris (PTB), presidente da Comissão, as contas da Administração Junior Finamore referentes a 2016 foram aprovadas pelo Tribunal de Contas sem nenhuma ressalva. Sabemos que LOUVEIRA dispõe de orçamento bem robusto em comparação com outras cidades, de quase R$ 500 milhões e tendo as contas aprovadas sem ressalva, é muito gratificante” afirmou.

ORÇAMENTO APROVADO
Também por unanimidade os vereadores do município aprovaram por a proposta orçamentária da Casa de Leis para o exercício de 2019 da ordem de R$ 22,5 milhões para a manutenção das atividades legislativas, salário de funcionários, subsídio dos vereadores e pagamento de serviços terceirizados. O valor previsto é o mesmo deste ano. Depois de aprovada a proposta será encaminhada ao Executivo para ser inserida na proposta orçamentária municipal, que envolve também a Prefeitura e a Fundação Municipal de Habitação (Fumhab). O orçamento completo deverá retornar à Câmara para discussão até o próximo dia 30 de setembro.

CORREÇÃO ORTOGRÁFICA
Também foi aprovado por unanimidade o projeto de alteração no Estatuto da Guarda Municipal, proposta pelo Executivo. Trata-se de uma adequação do texto aprovado no final do primeiro semestre, para correção formal.

468 ad