REGIÃO: Alckmin inaugura obra viária em Valinhos e anuncia duplicação da ‘Miguel Melhado’

O Governador de São Paulo entregou as obras de prolongamento da SP083 - ''Rodovia José Roberto Magalhães Teixeira, trecho Anhanguera/Bandeirantes do km 12+300 ao km 18+100  entre Campinas e Valinhos. Entregou também 22 motos ao Batalhão de Ações Especiais da Policia Militar. Campinas  08/12/2015 - Foto: Eduardo Saraiva/A2IMG

A inauguração do prolongamento do Anel Viário Magalhães Teixeira, entre as rodovias Anhanguera e Bandeirantes, ocorrida no último dia 8, que contou com a presença do governador Geraldo Alckmin, do prefeito de VALINHOS, Clayton Machado, e demais autoridades, fez de VALINHOS uma das cidades mais atrativas da Região Metropolitana de Campinas (RMC) para investimentos empresariais e escoamento da produção agrícola. Na ocasião, o governador anunciou, finalmente, a inclusão da Rodovia Miguel Melhado Campos (Vinhedo-Viracopos) no Lote 2 de concessão do Estado, para assim dar início às obras de duplicação e interligação com a Rodovia Bandeirantes. O futuro concessionário do lote 2, onde já estavam as rodovias SP-079 e a SP-250, com 423 quilômetros que cortam 16 municípios das regiões de Campinas, Sorocaba e Itapeva, terá que duplicar os 14 quilômetros da Miguel Melhado, no trecho entre o km 75 da Anhanguera e a Rodovia Santos Dumont. O leilão de concessão deve acontecer em abril de 2016 e a previsão de conclusão é de dois anos. O prefeito de VINHEDO, Jaime Cruz, presente no evento, agradeceu ao governador pelo empenho em atender o seu pedido em curto prazo.
A reivindicação da duplicação é antiga, uma vez que o intenso tráfego na rodovia gera insegurança para motorista e moradores dos bairros cortados pela via, com muitas ocorrências de graves acidentes e atropelamentos. “É uma conquista importante para VINHEDO, fruto inclusive do trabalho que fizemos junto ao secretário de Logística e Transportes, Duarte Nogueira, em recente reunião em São Paulo com demais prefeitos. A proximidade da nossa cidade com o Aeroporto de Viracopos e as principais rodovias do país, incluindo esta importante obra de duplicação, traz para VINHEDO ótimas perspectivas de novas empresas, mais empregos e renda para os vinhedenses”, afirmou o prefeito Jaime Cruz nas redes sociais.
O prefeito valinhense Clayton Machado também comemorou o prolongamento do Anel Viário Magalhães Teixeira, que já foi liberado no mesmo dia ao tráfego. Com as obras, cuja primeira etapa foi entregue esta semana, estarão unidas as três rodovias mais importantes da Região de Campinas: D. Pedro I (SP-65), Anhanguera (SP-330) e Bandeirantes (SP-348). Os 5,8 quilômetros de extensão do novo trajeto passam pelas produções de figo, goiaba entre outras culturas, na divisa de Campinas e VALINHOS. Neste ano, a boa safra prevista para as duas principais frutas do município deverá ultrapassar a produção de 2,5 milhões de caixas de figo e 5 milhões de caixas de goiaba. A produção agropecuária valinhense de 2014 foi de aproximadamente R$ 300 milhões/ano, o que representa 7% do PIB valinhense.
O PACOTE
DE OBRAS
O governador do Estado, Geraldo Alckmin, entregou esta semana a primeira etapa do prolongamento do Anel Viário Magalhães Teixeira (SP-83, que interliga as Rodovias Anhanguera (SP-330), Bandeirantes (SP-348) e D. Pedro I (SP-65). As três rodovias mais importantes da região estão conectadas pelo anel viário sem que seja necessário entrar no trecho urbano de Campinas, o que reduzirá os atuais congestionamentos e vai melhorar a qualidade de vida da região. Para a execução das obras foram gerados 12.450 empregos diretos e indiretos. A estimativa é que 48 mil veículos utilizem diariamente o trecho. A obra teve investimento de R$ 183 milhões, incluindo desapropriações. Além de melhorar o deslocamento de moradores de VALINHOS e Campinas, o prolongamento do anel viário facilitará o acesso ao Aeroporto Internacional de Viracopos. Com as novas pistas será possível chegar ao aeroporto sem trafegar pelo trecho urbano da Rodovia Santos Dumont (SP-75). O volume de tráfego no trecho da Anhanguera também será impactado com redução de fluxo, já que o anel viário permitirá uma nova forma de acesso à Bandeirantes. A ampliação do Anel Viário contempla ainda mais duas etapas. A próxima será o trecho de quatro quilômetros entre as rodovias dos Bandeirantes (SP-348) e a Miguel Melhado Campos (SP-324). A concessionária Rota das Bandeiras elabora o projeto executivo desse segmento, que receberá investimento de R$ 62,5 milhões, além de R$ 12 milhões em desapropriações.
A terceira etapa terá seis quilômetros e fará a ligação das rodovias Miguel Melhado Campos (SP-324) e Santos Dumont (SP-75), e está em estudos pela concessionária. Esse prolongamento facilitará, inclusive, o futuro acesso de cargas de Viracopos.

468 ad