REGIÃO: Na Itália, ex-moradora de LOUVEIRA é radialista, modelo, sambista, influenciadora…

Analice Zanoni, de 35 anos, ex-moradora do Bairro Santo Antônio, em LOUVEIRA, mostra na Itália há cinco anos sua versatilidade. Ela é radialista, modelo fotográfica, dançarina de samba e influenciadora digital. Já foi manicure também, no início. Apesar de hoje não poder fazer no país europeu o que fazia antes da Pandemia do Coronavírus, Analice conta como está vivendo em Padova, perto de Veneza, ao lado do marido Maurizio e dos três filhos – Evelyn, de 18 anos, Guilherme, de 11, e Annabella, de 6 anos.


A mãe da moradora de LOUVEIRA era cantora e, segundo Analice, se mudava muito. “Morei em muitos lugares, como ITUPEVA, JUNDIAÍ e VINHEDO, porém sempre voltava para LOUVEIRA, onde praticamente fui criada. Residi na famosa Rua das Rosas, atrás da creche do Santo Antônio. Já meu pai mora em LOUVEIRA e mesmo quando estava em outra cidade voltava para visitá-lo”, destaca.
Analice Zanoni ficou grávida jovem, com 16 anos, e revela que não quis continuar na escola. Depois de muitos anos, terminou os estudos, passando pelos colégios Odilon Leite Ferraz e Odilon Rezende. “Neles, construí laços de amizades para vida toda. Fiz cursos e me formei manicure. Trabalhei em quase todos os salões de LOUVEIRA e Região”.


Ela admite que o começo de sua vida na Itália foi muito difícil. Não tinha amigos e familiares próximos. “Então fui fazer um ‘casting’ (teste) na agência de modelos Padova Planet Agenzia, onde fiz um ‘book’ (trabalho com várias fotos). Participei de ensaios fotográficos e, depois de um ano, fui convidada por uma conhecida brasileira para dançar samba pela primeira vez. Encarei o desafio… Foi um desastre”, brincou Analice, com bom humor.


Ela, porém, percebeu que amava fazer aquilo, então começou a estudar as músicas e ensaiar. Comprou ainda as fantasias necessárias para dançar samba. Até que ela foi chamada por uma pessoa que considera “especial”, Mari Cedraz, que acreditou nela e a ensinou muito. “A Mari já estava aqui dançando há anos e, com ela, tive o prazer de participar de um dos maiores carnavais da Itália, o Carnaval de Cento. O evento conta com um dos maiores grupos locais de samba, o Ipanema Show. Depois disso minha carreira decolou e junto com uma amiga, Ludimilla, criei nossa página na internet para divulgar os shows, que receberam o nome de ‘Vibrasilshow’. Chegamos a ter trabalhos de quinta a domingo e, às vezes, fazíamos espetáculos de samba em restaurantes. Depois dançávamos nas discotecas”, ressaltou. A manicure conheceu outros países europeus, como Eslovênia e Áustria, por conta do trabalho de dançarina.


Por conta do trabalho do marido, Analice e família também viveram na Croácia. “Lá, tive experiências maravilhosas. É um país lindo, muito parecido com o Brasil. Deve ser por isso que eu amo aquele lugar. Achei muita comida brasileira parecida por lá”. Zanoni lembrou que os italianos gostam muito de se divertir. “Meus espetáculos de samba sempre foram grandes festas e, falando como radialista, eles ouvem muita rádio. Estão sempre ligados”, ressaltou.

PROGRAMA DE RÁDIO
Analice trabalha na rádio “Vai Vai Brasile Italia FM”, onde comanda o programa “Vem Dançar com Analice Zanoni”. É possível ouvir a rádio no Brasil através do aplicativo disponível no Google Play ou pelo site www.radiovaivaibrasileitaliafm.com.
Segundo ela, a programação da emissora é muito eclética, com radialistas de toda parte do mundo. “Meu programa vai ao ar toda sexta-feira, das 18h às 19h, no horário de Brasília, ou das 22h às 23h no horário local. Aos sábados, trabalho das 12h às 13h (horário brasileiro) e das 16h às 17h (horário italiano). Faço entrevistas com artistas brasileiros que moram na Europa e conto um pouco dos artistas brasileiros do Brasil, divulgando a carreira deles”.

PANDEMIA
Em função da pandemia da COVID-19, a rotina atual da radialista, modelo fotográfica, dançarina de samba e influenciadora digital é muito diferente do que estava acostumada. “Sinto muita falta das minhas ‘correrias’ para organizar os shows. Agora, estou sempre em casa tentando não enlouquecer (risos)… Tento conciliar meu lado de mãe e de dona de casa com meu trabalho como ‘influencer’ e radialista”, explicou.


Ela está sem atuar como dançarina há quase um ano, o que a deixa bastante triste. “Então iniciei carreira como influenciadora digital em meus perfis no Instagram e Tiktok – ‘AnaViBrasil’. Já conto com mais de 26 mil seguidores. Todo dia recebo em casa pelo correio produtos para eu fazer publicidade. Adoro esta atividade”, destacou Analice.
Certa vez ela foi contratada para divulgar uma rádio e, conversando com a dona da emissora, Rose di Bah, esta perguntou porque a jundiaiense não fazia um programa de rádio. “Não acreditei! Sou filha de cantora e radialista e neta de radialista. Meu avô apresentava os comícios em LOUVEIRA antigamente. Acredito que o pessoal na cidade se lembra do professor Nhô Nhô. Era meu avô”, comentou.
Desta forma Analice começou a trabalhar na Vai Vai Brasile Italia FM. Ela conta que está muito feliz com a repercussão que seu programa está tendo. “Consegui contatos grandes para o meu programa, como Vitor e Vanuti, Diego e Ray, Loubet, Maskavo e Hugo e Tiago, entre outros. Surpresas virão, então fiquem ligados”!

FRIO E VOLTA AO BRASIL
Na Itália, a brasileira revela que será difícil se acostumar totalmente com o frio europeu, apesar de viver no Velho Continente há cinco anos. “O frio aqui é insuportável e dura muito tempo. Temos só quatro meses de calor no ano e isso é muito triste. A língua não foi difícil porque o italiano tem muitas palavras parecidas com o português. A única coisa que muda é o modo de pronunciar e tenho um pouco de dificuldade na pronúncia”, disse.
Analice completou revelando que pode voltar a morar na Região de LOUVEIRA no futuro. “Não sei se será em JUNDIAÍ ou em LOUVEIRA. Na verdade, tenho uma vontade grande de morar em Florianópolis. Quem sabe isso ocorre um dia, quando voltar ao Brasil”.

(Texto: Paulo Behr – Redação FOLHANOTICIAS/Imagens:ArquivoPessoal)

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad