VALINHOS: Agroturismo traz visitantes para Valinhos

val_passeio-turistico_cred-pmvalRealizado no dia 27 de novembro, o último passeio de Agroturismo do ano realizado pela Prefeitura de VALINHOS contemplou várias propriedades rurais do município e atraiu visitantes da própria cidade e da região. A atividade foi oferecida o ano todo, sempre no último domingo de cada mês, sendo que para participar os turistas trocaram alimentos por ingressos, em prol do Fundo Social de Solidariedade. Além do Agroturismo, o Departamento de Turismo disponibilizou dentro da mesma proposta os passeios de Ecoturismo.

AGROTURISMO
Pelo roteiro de Agroturismo, os visitantes puderam conhecer o Sítio Kusakariba, uma propriedade aconchegante no bairro Macuco com plantações de goiaba e seriguela e produtora de deliciosos doces e compotas. Eles também tiveram a oportunidade de adquirir produtos ‘in natura’, doces e artesanatos, todos produzidos no próprio local. E também visitaram a Adega do Tio Mario, no bairro Reforma Agrária, de uma tradicional família de descendentes de italianos que produz vinhos, licores, suco de uva, doces e compotas. No local há plantações de figo e uva, além de produtos naturais e artesanais produzidos na propriedade.

Outro destino foi o Camping Macuco onde os turistas tiveram a oportunidade de fazer um passeio panorâmico em uma área de 400 mil m², a bordo de um trenzinho, para conhecer várias atrações aquáticas, belas paisagens com lagos e matas e aproveitar o ar puro.

ECOTURISMO
A Prefeitura ao longo do ano ofereceu como opção para os visitantes o roteiro do Ecoturismo com visitação à Casinha do Figo com Chocolate, no sítio Santa Albina, além de diversas opções de doces, licores e frutas. No local, que fica no alto de um morro, pode-se ter uma visão panorâmica da cidade de VALINHOS. O roteiro também inclui visitação a Serra dos Cocais.

De acordo com a turismóloga e assistente técnica do Departamento de Turismo, Mônica Santos da Silva, que organiza os roteiros e acompanha os turistas nas excursões, um dos objetivos desse trabalho é despertar os próprios moradores da cidade para que conheçam o potencial turístico do município. “Além disso, é preciso valorizar as nossas riquezas e agregar renda para o homem do campo, incentivando o produtor rural a desenvolver o turismo como mais uma fonte de renda e geração de emprego, mantendo assim a família próxima e diminuindo o êxodo rural”, explica Mônica.

468 ad