VALINHOS: Sessão-relâmpago aprova seis projetos de lei

a8_val_camara-val_credito-guilherme-ferragut

A sessão da Câmara de VALINHOS da terça-feira, 6, véspera de feriado, foi irreconhecível. Para começar, quem presidiu a mesa foi o vereador Orestes Previtale (PMDB), já que o presidente Rodrigo Toloi (DEM) teve que se ausentar. Outra ‘anomalia’ foi o tempo de duração. O encontro teve início às 19h e terminou próximo das 21h. O que não mudou foram os bate-bocas e a eterna mania de situação e oposição não aceitarem críticas. Mesmo em meio a tudo isso, ainda houve tempo para a aprovação de seis projetos de lei, três moções e 20 requerimentos. Além disso, o presidente da APAE de VALINHOS, Edson Manzano, ocupou a tribuna para falar do ‘Setembro Verde’.

 

SETEMBRO VERDE

Acompanhado de alguns dos assistidos pela APAE, instituição que preside, Edson Manzano, subiu à tribuna da Câmara para falar sobre o ‘Setembro Verde’ na cidade. Ele começou trazendo um importante dado sobre a população, dizendo que 24% dos brasileiros têm algum tipo de deficiência, seja ela visual, motora ou intelectual.

Em seguida ele elogiou a criação do ‘Setembro Verde’, uma ideia que surgiu dentro da APAE valinhense e que agora é estudado ser instituída em todo o Brasil. “O ‘Setembro Verde’ estabelece o mês da inclusão social da pessoa com deficiência em VALINHOS. Mas queremos expandir essa ideia para todo o país, começando pelo Estado de São Paulo”, contou.

Ele também comemorou a criação da Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, afirmando que é o único estado do Brasil a ter tal pasta. E ainda citou a criação da lei 13.146, que trata da inclusão das pessoas com deficiência, considerada uma vitória.

Após seu discurso, foi aberto espaço para que os vereadores fizessem perguntas a Manzano. Os edis aproveitaram o espaço e parabenizaram as ações da APAE em VALINHOS, destacando a importância da associação no cuidado de seus assistidos. Por fim, foi tirada uma foto com todos os vereadores presentes e os representantes da entidade.

Projetos aprovados

Entre os projetos aprovados está o que cria a Semana Municipal de Prevenção e Combate à Microcefalia, com o objetivo de conscientizar a população sobre as formas de prevenção, os diagnósticos, os tratamentos disponíveis e a necessidade de acompanhamento médico, principalmente com relação às mulheres grávidas.

Também foi aprovado o projeto que institui o Dia Municipal de Combate à Alienação Parental (interferência psicológica de um dos pais, avós ou responsáveis pela guarda, para dificultar ou destruir os vínculos da criança com outro genitor). Caso seja sancionado e vire lei, a data será lembrada no dia 25 de abril. Os vereadores aprovaram, ainda, o projeto que marca 21 de maio como o Dia de Combate à Prática do Aborto em Valinhos.

468 ad