VALINHOS: Sindicato e Prefeitura se reúnem na terça para tentar acabar com a greve

A11_VAL_Greve ADIs_Crédito Guilherme Ferragut (2)

Em audiência de conciliação a ser realizada na terça-feira, 20, promovida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a Prefeitura de VALINHOS e o Sindicato dos Funcionários Públicos da cidade, que representa as Auxiliares de Desenvolvimento Infantil (ADIs), devem se reunir para tentar por fim à grave que já dura dez dias. A reunião está marcada para as 10h30 da manhã, em São Paulo.
Durante toda a última semana, as ADIs permaneceram em frente ao Paço Municipal, sendo que 80% delas voltou a trabalhar, seguindo determinação de liminar expedida na semana passada. Desde quarta-feira, 14, apenas as creches Alberto Juliano Serra e São Lucas mantiveram a paralisação completa por falta de funcionários. Outras cinco continuam recebendo parcialmente as crianças e a unidade escolar do bairro Capivari tem atendimento normal, uma vez que as funcionárias não aderiram à greve.
Segundo o presidente do Sindicato, Valteni Santos, na quinta-feira, 15, houve uma tentativa de reunião com o prefeito Clayton Machado por parte do presidente da Federação dos Funcionários Públicos Municipais do Estado de São Paulo (Fupesp), mas o chefe do Executivo não atendeu. “Estamos esperando contato com prefeito”, afirma Santos.
A paralisação teve início no último dia 7, depois que as ADIs tiveram o pedido de aumento do vale alimentação negado pela Prefeitura. Elas queriam que o benefício passasse dos atuais R$ 80 para R$ 200. Além disso, a classe também pede reajuste salarial de R$ 1.227,12 para R$ 1,8 mil e requalificação profissional.

468 ad