VINHEDO: Bruno Luppi, de 15 anos, segue na liderança do Campeonato Brasileiro de Rally Baja

No último fim de semana, 9 e 10, a equipe Território Motorsport disputou o Rally Rota Sudeste com cinco UTVs e saiu de Lençóis Paulista (SP) com três pódios. Entre eles a dupla do jovem vinhedense Bruno Luppi e Fausto Dallape #142 que finalizou em 3º na categoria UTV Start, que é um veículo off-road com tração nas quatro rodas, de duas a seis pessoas, que pode ser chamado também de ROV ou um MOHUV. Com o resultado, o piloto de VINHEDO, Bruno, segue na liderança do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, na categoria, e está em sua nova prova desde que estreou em dezembro de 2018. Vale ressaltar que em todas as etapas da temporada, o jovem competidor subiu ao pódio.

O pai vinhedense, Rodrigo Luppi #122, fechou o rali em 6º na UTV Pró Elite e acompanha de perto a evolução do filho nos ralis. “Bruno está no caminho certo, fazendo quilometragem e em um ano de aprendizagem. É dedicado e está muito focado em aprender as técnicas, tanto que sempre está acompanhando de experientes navegadores. Neste fim de semana estreou na lama e foi uma boa novidade para ele”, ressalta Luppi, que é também empresário na região.

“Foi uma prova muito difícil para mim, mas gostei demais como aprendizado e para evolução da minha pilotagem. Nunca havia andado neste sabão, liso demais! Qualquer mínimo erro poderia nos tirar da prova. Andar com pista seca, qualquer um anda, mas em piso escorregadio é outra história”, explica Bruno, referindo-se a chuva que atingiu a região, sobretudo antes da largada para o segundo dia (10) e que abriram muitos facões no percurso, além de poças de água e muita lama.

Na Especial de sábado, Bruno/Dallape fecharam em 3º na UTV Start, mas no domingo, a dupla vinha em um bom ritmo mas não conseguiu completar todo o percurso, mas a alcançou o objetivo que era pontuar para o campeonato e se manter na liderança da categoria. “A prova foi muito gostosa e diversificada, na primeira parte com canavial e depois dentro de um reflorestamento de eucaliptos com mais velocidade e lombas e curvas fechadas. Mas devido a quantidade de barro, o chapão do UTV começou a raspar no chão e tivemos de abandonar a prova”, explicou o navegador Dallape.  Lama foi o que não faltou, sobretudo no domingo, ao longo dos 126 quilômetros de trechos cronometrados, além do piso escorregadio e muitas poças que exigiram atenção redobrada dos pilotos. Uma prova técnica e com variações de terrenos, na qual a habilidade para saber frear nos locais certos e acelerar em outros fez a diferença.  Uma loteria em meio a fazendas de cana-de-açúcar e área de reflorestamento de eucaliptos.

Os demais resultados da equipe: Fábio Pirondi/Flávio Bisi #149 (Americana/SP) terminaram em 2º na Double, enquanto na categoria Start Nicole Piano/Edu Piano fecharam em 4º. Aos 13 anos, Nicole estrou nos ralis em outubro, ao lado do pai multicampeão dos ralis. Já Felipe Schultz (Curitiba/SP) que retornou à equipe, nesta prova, completou a Especial de domingo em 3º na Super Production e finalizou o rali em 6º na categoria. Todos competem com Can-Am Maverick X3 preparados pela Território Motorsport. A final do Campeonato Brasileiro de Rally Baja será em Inhaúma, em Minas Gerais, nos dias 30/11 e 1º/12, com o Rally dos Campeões.

Autor: Geraldo Maia 62

Compartilhe esta notícia no
468 ad