VINHEDO: Câmara aprova projeto que torna obrigatória a exibição de vídeos educativos antidrogas na abertura de shows musicais

Com quatro emendas a Câmara aprovou por unanimidade, pela 54ª Sessão Ordinária, o projeto de Lei nº 3/2018, que torna obrigatória a exibição de vídeos educativos antidrogas nas aberturas de shows realizados no município de VINHEDO.

O projeto havia sido originalmente apresentado na 52ª Sessão Ordinária, realizada ainda em abril, e foi retirado na ocasião após pedidos de vista do vereador Marcos Ferraz (PSD).

Na noite de quarta-feira (2), a propositura foi apresentada acompanhada de quatro emendas modificativas. A emenda supressiva nº 1 suprimiu dois artigos, enquanto a emenda aditiva nº 1 instituiu que, no caso de shows com público inferior à 1.000 pessoas e na impossibilidade de exibição de vídeos, a empresa organizadora, promotora ou responsável pelo estabelecimento poderá divulgar áudios com mensagens antidrogas, faixas ou cartazes.

As emendas modificativas nº1 e 2 apenas promoveram alterações na redação de alguns artigos. Todas as emendas foram aprovadas por unanimidade, assim como o projeto nº3/2018. O projeto de Lei Ordinária nº13/2018 também foi aprovado por unanimidade, autorizando o Poder Executivo a celebrar convênio de cooperação com a Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo – ARISP, para intercâmbio de informações por meio eletrônico.

Na pauta do expediente foi apresentado um projeto de Decreto Legislativo, uma emenda aditiva e uma emenda modificativa ao projeto de Lei nº 3/2017, cinco requerimentos e sete moções.

Explicação Pessoal

Edu Gelmi (PMDB), abriu a fase de explicação pessoal informando que a Santa Casa tem evoluido na busca pelo Pró SUS. ‘Mais do que nunca precisamos do Pró SUS para que a nossa Santa Casa possa continuar atendendo os vinhedenses, e agora estamos mais próximo disso. Temos orgulho do trabalho que foi feito e de nosso hospital ter sido reaberto, mas precisamos de boa gestão, cuidado e carinho com a nossa Santa Casa”.

Sobre problemas no recolhimento de entulhos, Edson PC (PDT) deu duas semanas para que a Prefeitura retire material depositado em frente à E.M. Magdalena Lébeis. “Dou duas semanas para que a Prefeitura retire esse material, se não eu mesmo retirarei e deixarei em frente à Prefeitura para que tomem as medidas cabíveis”.

Sandro Rebecca (PDT) falou sobre a importância do papel do cuidador e do mediador nas escolas pública. “Esses profissionais auxiliam no cuidado aos estudantes com deficiência. Aqui em VINHEDO a Secretaria justifica a falta de cuidadores pelo fato de alguns dos profissionais habilitados, via concurso, não terem quisto assumir o cargo em nossa cidade, muito provavelmente devido ao baixo salário. É preciso repensar os salários, é uma questão que deve ser analizada pelo Poder Executivo, que tanto gasta com cargos de confiança”, afirmou Rebecca.

468 ad