VINHEDO: Câmara vai analisar hoje dois pedidos de cassação

A Câmara Municipal de VINHEDO discute nesta segunda-feira (25), se aceita dois pedidos de cassação. O primeiro, que havia sido arquivado pelos próprios vereadores, volta à baila devido à sentença concedida na sexta-feira, 22, pelo Juiz Fábio Holanda, para que o Legislativo vinhedense avalie e vote de imediato o pedido de cassação do prefeito Jaime Cruz (PSDB) por causa de supostas infrações político-administrativas apuradas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) no exercício da gestão da Prefeitura de VINHEDO, em 2015.

QUEBRA DE DECORO
O outro pedido de cassação que a Câmara discutirá e votará refere-se ao mandato do vereador Edson PC (PDT), por suposta quebra de decoro parlamentar. O pedido foi proposto pela Comissão de Justiça, Redação, Ética e Cidadania da Câmara Municipal em decorrência de visita do vereador à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em abril do ano passado, onde PC, em tese, teria agredido verbalmente funcionários.  O pedido de cassação foi encaminhado ao Ministério Público (MP) pelo Conselho Regional de Medicina (CRM), a partir de reclamações de uma médica da Rede Municipal que se sentiu desrespeitada e ofendida pelo vereador Edson PC.

DEPOIS DAS FÉRIAS

Tanto as análises dos pedidos de cassação, quanto às votações, também correm o risco de ficar para agosto, quando a Câmara de VINHEDO volta do recesso parlamentar. É que a partir de 2 de Julho, o Poder Legislativo de todo País entra em férias. O pedido de cassação do vereador Edson PC ainda está em estudo nas comissões, e a notificação de cassação do prefeito Jaime Cruz ainda não havia chegado na Câmara até às 16h de hoje.

 

468 ad