VINHEDO: Equipe de luta de ringue ‘sanda’ disputa torneio na Itália

Duas atletas e o treinador de sanda (luta de ringue) da equipe FX – Treme Freedom, de VINHEDO, se preparam para viajar para Roma, capital da Itália, para a disputa da 20ª edição da International Dragon Cup, torneio que acontece entre 31 de maio e 2 de junho. A paulistana Gizele Gavazzi, de 22 anos, e a vinhedense Cintia Tomaz, de 25, estarão acompanhadas na competição pelo professor Márcio Silva, de 42, que dá aulas na academia Trajano, em VINHEDO. O trio viaja nesta segunda-feira, dia 27 de maio, e espera voltar com bons resultados e muito aprendizado na bagagem.

O nome “sanda” se pronuncia “sandá”, como se o segundo “a” fosse acentuado. É uma espécie de kickboxing chinês, no qual os praticantes dão chutes, socos e têm quedas no “lei tai” (plataforma elevada sem cordas, similar a um ringue de boxe) em busca de pontos e de nocautear o oponente. A modalidade existe no Brasil desde 1990 e está em franco desenvolvimento em nosso País.

O campeonato na capital italiana será o primeiro das duas jovens fora do Brasil. Segundo Márcio, Gizele e Cintia foram convidadas para lutar em Roma, mas pagarão a viagem do próprio bolso. A Organização Kung Fu da Itália arcará com a despesa do seguro das brasileiras durante a International Dragon Cup. “As duas são campeãs brasileiras e internacionais de sanda e é uma alegria vê-las embarcando para a Europa”, disse Márcio, que desde 2017 é presidente da Liga Nacional de Kung Fu.

Outro objetivo do professor vinhedense é facilitar a filiação de brasileiros a entidades europeias para que nossos atletas tenham mais possibilidades de competir em alto nível no Velho Continente. Ele quer uma espécie de concessão para a Liga, para que esse intercâmbio cresça. “O sanda nasceu na China e todo mundo vai para a China praticá-lo. Só que é importante que torneios europeus tenham nossos atletas de ponta inscritos. Os chineses encaram o sanda como uma matéria universitária”, explicou.

Márcio Silva ainda lembra que a ida de Gizele e Cintia para a Itália pode ajudar muito a modalidade. “Queremos que outros brasileiros tenham as portas cada vez mais abertas nos torneios daquele país. Apostamos também que o intercâmbio vai melhorar o nível técnico dos praticantes e dos formadores de quem ensina a luta”, finalizou o professor. Como atleta, ele foi sete vezes campeão brasileiro e uma vez campeão pan-americano (em 2004 nos Estados Unidos). Márcio ainda foi vice-campeão pan-americano (em 2002 na Venezuela) e ficou entre os oito melhores do Mundial de 2005, no Vietnã.

DESAFIADOR
Cintia Tomaz encara a ida para a Europa como uma nova experiência em sua vida. “O sanda é desafiador, incrível e me completa. Trabalha várias áreas do corpo humano”, definiu a jovem nascida em VINHEDO, que pratica a luta há quatro anos. “Acredito que a viagem será das mais positivas. Competirei na categoria até 60 kg e brigarei pelo primeiro lugar”, afirma.

Moradora de VINHEDO há 15 anos, Gizele está inscrita na categoria até 65 kg da International Dragon Cup. “Vou para a Itália para aprender mais sobre a luta, é claro, me aprimorar, mas quero vencer também. Cada competidor tem 50% de chance de vencer”, disse a vinhedense, feliz por representar VINHEDO. “Como diretora de marketing da Liga Nacional de Kung Fu, também penso na visibilidade do esporte e da nossa equipe. O sanda é individual, porém quero que ele evolua como modalidade”.

LUCAS MAZINI
Outro aluno da FX – Treme Freedom, Lucas Mazini, vive a expectativa de participar de um torneio importante. Ele disputará neste domingo (26) o Campeonato Paulista de Kung Fu – modalidade sanda – na Capital.

(PAULO BEHR FERROrepórter correspondente da FOLHA NOTÍCIAS)

Author: Geraldo Maia 62

Share This Post On
468 ad