VINHEDO: Reconstrução da Nova Santa Casa segue com reformas

VDO_Santa Casa_Cred PMV

As obras em andamento no interior da Santa Casa de VINHEDO já demonstram o novo cenário que será o hospital após o término deste processo de reconstrução estrutural e organizacional. Além das obras, já em andamento, de reforma e ampliação dos Centros Cirúrgicos (de 3 para 5) e das UTI´s (de 6 para 11, aumento de 100%), outras importantes ações estão sendo tomadas, como as reformas das salas onde serão realizados os exames e endoscopia, e pequenas cirurgias. Outra reforma concluída foi a da lavanderia, atendendo a todas as normas da Anvisa.

Esses foram alguns dos temas discutidos em recente reunião da Comissão de Gestão da Santa Casa, realizado nesta semana, com a participação do secretários de Saúde de Vinhedo, José Luis Bernegossi; de Administração, Adriano Corazzari;  de Negócios Jurídicos, Elvis Olivio Tomé; a diretora da Secretaria de Saúde Aline Guiraldelo de Souza; o gestor geral da Santa Casa, Celso Beltramini; o gestor clínico da Santa Casa, dr. Adriano Eurico Chitacumula; a provedora da Santa Casa da cidade, Marta Elisa Antunes de Campos; Maria Aparecida dos Santos, do Sinsaúde; o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Francisco de Assis Albino; e dr. Frederico B. Fernandes, médico da Santa Casa, além dos vereadores Nil Ramos, Dario Pacheco e Aparecido Dias, o Bacural.

“A reabertura da Santa Casa de VINHEDO é uma ação que estamos trabalhando com toda dedicação, planejamento e responsabilidade, atendendo a um anseio da população vinhedense. Todos os esforços estão sendo tomados, principalmente em acordo com a lei. Assim, o trabalho que já realizamos em Brasília, no Ministério da Saúde, para a inserção da Santa Casa no Prosus, programa de parcelamento das dívidas tributárias, além das ações de revisão do novo estatuto da Irmandade, em estudo, e as obras em andamento, fazem parte de uma grande ação, para a abertura da Nova Santa Casa, em prol do povo vinhedense”, comentou o prefeito Jaime Cruz (PV).

Os trabalhos de reforma e ampliação e reforma do Centro Cirúrgico e da UTI prosseguem e agora  entram na fase de instalação de ar comprimido, oxido nitroso e ar condicionado, que são instalados em acordo com o espaço e capacidade de leitos da Santa Casa.

Sobre os atendimentos da Santa Casa, o Comitê apontou que, no mês de maio, foram atendidos, em média por dia, 97 pessoas no período diurno; 20 adultos no período noturno e 31 pediátricos, totalizando cerca de 4,5 mil atendimentos no mês. Paralelo às obras e atendimentos, o gestor clínico da Santa Casa, dr. Adriano Chitacumula, enviou ofício ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo em busca de informações para a definição das diretorias clínica e técnica, dentro do novo parâmetro organizacional do Hospital.

Representantes da Santa Casa, segundo o Comitê, também estiveram na Feira Hospitalar para identificar fornecedores e prestadores de serviços, além de estreitar as relações com as empresas que já prestam serviços à entidade. Outros temas abordados foram a revisão do estatuto, padronização de formulários internos e reajuste salarial, entre outros.

468 ad