VINHEDO: Ze Dirceu ficará em terras vinhedenses com tornozeleira eletrônica

Atendendo à decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), o juiz Sergio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato na Primeira Instância, em Curitiba, expediu nesta quarta-feira, alvará de soltura para o ex-ministro José Dirceu. Em sua decisão, Moro determinou o uso de tornozeleira eletrônica e proibiu o ex-ministro de sair de sua cidade de residência, por ora, em VINHEDO, e de manter contato ou se encontrar com investigados na Operação.

O magistrado poderia ter decretado a prisão domiciliar e o pagamento de fiança, mas não o fez. Segundo Moro, a prisão domiciliar poderia ter o “efeito prático” de diminuir o tempo em que Dirceu cumpriria pena em regime fechado — ele foi condenado duas vezes na Lava Jato a 34 anos de reclusão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Em relação ao ressarcimento de bens, o juiz escreveu que já há uma ação de confisco em curso e que “por ora, não é o caso de exigir fiança adicional”. (Fonte:Revista Veja)

468 ad